Descubra o motivo do café ficar com gosto ruim em temperatura ambiente

Se você prefere café com leite ou não, ou se gosta mais dele quente ou frio, a verdade é que todos nós concordamos que há poucas coisas piores do que beber uma xícara de café à temperatura ambiente. Todos o maravilhoso sabor, aroma e aprimoramento dessa bebida parecem desaparecer nessa condição. Nesse sentido, especialistas podem explicar o motivo do gosto do café mudar em temperatura ambiente. Confira a seguir!

Leia mais: Saiba Como Chás E Café Podem Te Ajudar A Evitar A Demência

Saiba o motivo de o café ficar com um sabor diferente quando consumido em temperatura ambiente

Na realidade, existem inúmeras teorias científicas sobre porque o café à temperatura ambiente é inerentemente inferior. Quando a temperatura do café atinge a temperatura ambiente, ele deixa de estar frio. De acordo com especialistas, uma mudança na temperatura faz com que o equilíbrio do pH da bebida mude, tornando o sabor desagradável.

Especialistas explicam a razão para o café à temperatura ambiente não ser gostoso!

As lactonas são substâncias químicas que contribuem para um sabor caracteristicamente azedo. Assim, enquanto o café esfria, esses produtos químicos se decompõem, tornando-se ácidos carboxílicos e clorogênicos, resultando em um sabor mais amargo.

Dessa forma, vale ressaltar que os alimentos nas faixas de 18ºC a 30ºC são mais percebidas pelas papilas gustativas. Isso significa que quando em temperaturas mais altas ou mais baixas, simplesmente não estamos sentindo todos os compostos de sabor da bebida. Isso inclui receptores de sabor amargo, que podem estar captando mais nuances sabor do café.

Outro fator é o papel que o cheiro desempenha na forma como percebemos os sabores. O café quente tende a produzir mais compostos aromáticos. Esses aromas produzirão respostas de sabor mais fortes quando consumidos com uma xícara de café quente.

Por fim, outro motivo pelo qual o café em temperatura ambiente pode não ser o mais agradável ao paladar pode estar atrelado ao processo evolutivo do ser humano. Segundo especialistas, nossos antepassados consumiam alimentos em temperatura ambiente, e nossas papilas gustativas evoluíram para responder aos sabores de forma diferente nesta temperatura.

Fonte: Fonte: R7