‘Conhecimento nunca é demais’, diz mãe que presta Enem pela 5ª vez em Ribeirão Preto, SP | Ribeirão Preto e Franca

0
15


A técnica em nutrição Fabiana Barbi, de 50 anos, foi um dos primeiros inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a chegar ao campus da Unip, em Ribeirão Preto (SP), na manhã deste domingo (17).

Mãe e aposentada, ela presta a prova pela quinta vez porque a considera uma forma de se manter atualizada e com a mente ativa.

“As pessoas na minha idade, e acima dela, devem voltar a estudar. Quanto mais conhecimento você tiver, melhor é, não só para trabalhar, mas para manter a sanidade mental e estar sempre se transformando. Conhecimento nunca é demais”, diz.

Além do gosto pela prova, Fabiana tem como motivação a possibilidade de elevar de 60% para 100%, a bolsa de estudos que tem em uma faculdade particular, onde começou a estudar nutrição. “Como meu filho já se formou, estou investindo em mim. Não estudo para trabalhar. Se eu voltar ao mercado de trabalho, será só meio período. Gosto de estudar pelo tempo que tenho disponível.”

Para ir bem na prova, ela conta que precisou reforçar os estudos em redação, área que tem mais dificuldade.

“Li vários textos e vi dicas de cursinhos sobre redação. Esta foi minha única preparação para o Enem. A parte de biológicas já tem no curso de nutrição, então me sinto mais tranquila. Quando você faz uma redação, a chance de elevar a nota é maior. Eu quero pegar uma bolsa integral”, afirma.

Fabiana é uma das 48.349 pessoas inscritas para o Enem em 19 cidades da região. Somente em Ribeirão Preto, são 16.250 candidatos a prestarem a prova neste e no próximo domingo (24) em meio à pandemia do novo coronavírus.

Neste domingo, o exame terá como tema Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias, com 45 questões de múltipla escolha sobre língua portuguesa, literatura, língua estrangeira (inglês ou espanhol), artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação, história, geografia, filosofia e sociologia.

No dia 24, os temas abordados serão Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, com perguntas sobre química, física, biologia e matemática.

Originalmente, o exame seria feito em novembro, mas foi adiado devido à pandemia do novo coronavírus.

Entidades estudantes e a Defensoria Pública solicitaram um novo adiamento das provas, mas a Justiça negou o pedido e deu autonomia às cidades para decidir como proceder em relação ao exame.



Fonte: Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui