Como solicitar esse benefício de 25% no valor para a aposentadoria?

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) concede benefícios aos trabalhadores que estejam impedidos de exercer qualquer atividade laboral de forma permanente ou cujo segurado não possa se recuperar em outras ocupações.

Nesses casos, é disponibilizada a aposentadoria por invalidez. No entanto, existe um benefício com 25% adicionais aos que apresentam outras condições de dependência. Saiba mais a seguir.

Leia mais: INSS: Saiba o que muda com nova lei que alterou regras para perícia

O que seria esse benefício de 25% adicionais?

Também conhecido como “Grande Invalidez“, o benefício adicional de aposentadoria por invalidez, de 25%, é um benefício concedido aos segurados que necessitam de assistência vitalícia de outras pessoas.

Este benefício está previsto no artigo 45 da Lei nº 8.213/91, fundamentado na Constituição Federal, e está em consonância com o princípio da dignidade da pessoa humana – valor moral e espiritual inerente ao ser humano, ou seja, a todos é assegurada essa garantia.

O objetivo é fornecer ao segurado um subsídio para custear o trabalho do cuidador e obter uma melhor qualidade de vida. Para receber esse benefício, ele deve ser avaliado por um médico especialista do próprio INSS.

Requisitos para quem tem o benefício

Para aqueles que já estão aposentados ou estão em avaliação para a aposentadoria por invalidez terem direito ao benefício, é necessário apresentar uma ou mais das condições de saúde abaixo:

  • Paralisia das duas pernas ou braço;
  • Cegueira total;
  • Perda das pernas (quando não houver possibilidade de colocar a prótese);
  • Perda de uma das mãos e de dois pés (ainda que possa pôr a prótese);
  • Perda de um braço e uma perna (quando não houver possibilidade de colocar a prótese);
  • Casos de perda de nove ou mais dedos das mãos;
  • Quando ocorre alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social (dificuldade em organizar o pensamento, o raciocínio e a tomada de decisões para desempenhar as atividades de vida diária e sociais sozinho);
  • Doença que deixe o indivíduo definitivamente acamado;
  • Incapacidade permanente de desempenhar as atividades básicas do dia a dia.

Como solicitar esse benefício de 25% no valor para a aposentadoria?

Para iniciar o processo de inscrição, o solicitante deve primeiro acessar o site “Meu INSS” e selecionar a opção “Novo Pedido”. Em seguida, basta inserir o nome do benefício desejado e prosseguir com as demais etapas do pedido.

A avaliação da licença do INSS determinará se o aposentado tem direito a um aumento de 25% no valor do benefício. Além disso, o resultado final dependerá da aprovação do supervisor que fará as avaliações médicas dos segurados.

Fonte: Fonte: R7