Chocolate ajuda nos estudos? Descubra já!

0
9


Dia 07 de julho foi o Dia Internacional do Chocolate. E é claro que não ia deixar de tirar uma casquinha dessa data, né? Então, ligando isso ao universo de aprendizagem veio a pergunta: chocolate ajuda nos estudos?

Vem cá descobrir a resposta agora, neste conteúdo delícia que eu preparei 😋

Chocolate ajuda nos estudos – e muito mais

Sim, é fato: chocolate ajuda nos estudos. Isso porque turbina o cérebro e a memória recente.

Dessa forma, aumenta sua capacidade cognitiva, e consequentemente, sua produtividade.

Ah, e mais!

Um estudo descobriu que o consumo regular do chocolate trouxe melhorou algumas atividades, tais como aquisição de memória, a atenção e o raciocínio.

Ou seja: você turbina o cérebro enquanto adoça o paladar.

Mas, se ainda assim, se não for o bastante para você, te trago outra curiosidade.

O chocolate também é capaz de minimizar os efeitos de um problema que afeta a maior parte dos estudantes: as noites mal dormidas.

Dormir menos do que 7 horas por noite, além de gerar cansaço, diminui reflexos e a velocidade de reação.

E isso interfere até mesmo na capacidade de interpretar textos. É mole?

Mas afinal, o que é que o chocolate tem?

O segredo por trás de toda essa “mágica” está no cacau, a ilustre matéria-prima utilizada na produção de chocolate.

Sobretudo, nos flavonoides, compostos que estão presentes no fruto e que são responsáveis por todos esses efeitos (perfeitos e sem defeitos ✨).

Os flavonoides ajudam tanto nos aspectos cognitivos, tanto quanto na absorção de vitaminas e na redução de distúrbios emocionais.

Ou seja: até a ansiedade e o estresse estão a salvo (principalmente em períodos de provas, né?).

Segundo as autoras da pesquisa, Valentina Socci e Michele Ferrara:

“Os flavonoides do cacau trazem benefícios para a saúde do coração e podem aumentar a quantidade de sangue presente no giro denteado, uma área específica do hipocampo. Essa estrutura cerebral é afetada pelo envelhecimento, e uma potencial fonte para a perda de memória em humanos”.

Porém, antes de sair comendo todos os chocolates que vê pela frente, eu já adianto: não vai funcionar.

Te explico o porquê aqui embaixo 😉

Tudo o que é demais, sobra. Até chocolate!

Se não fosse verdade, gula não seria um pecado capital, né?

Brincadeiras à parte.

Do mesmo modo que comer qualquer coisa em excesso pode trazer alguma consequência ruim, com chocolate não é diferente.

Digo isso pois o doce não é feito apenas de cacau (e flavonoides).

Na verdade, a maioria dos chocolates contém leite, açúcar e “umas coisitas a mais…” 👀

Portanto, deve ser consumido com cautela e conscientemente.

De preferência meio amargo (60% cacau ou mais) e entre 25 a 50g por dia, segundo estudos e organizações de saúde.

De qualquer forma, o mais indicado é que procure um nutricionista para uma recomendação específica.

Afinal, cada organismo é de um jeito. Então, melhor se prevenir, né?

Agora que você já sabe que chocolate ajuda nos estudos de verdade, que tal compartilhar essa curiosidade deliciosa com seus amigos? 🤤

Para petiscar:
Estudo em casa: como melhorar o desempenho?
Como se organizar para estudar?
Cronograma de estudos: tudo que você precisa saber para montar o seu





Fonte: Fonte: R7