China inicia testes para carros que prometem viajar flutuando por mais de 200 km/h

As crianças de antigamente sonhavam em ter carros voadores, e isso foi alimentado por diversos filmes que fizeram parte da infância de muitas delas, como por exemplo “De Volta para o Futuro” e “Star Wars”. Hoje, as crianças do passado cresceram e se tornaram adultas, e finalmente estão mais próximas de terem esse desejo realizado. Sendo assim, trouxemos mais informações de como a levitação desses novos automóveis está sendo testada.

Leia mais: Vai Trocar De Veículo? Confira Quais Os Carros Mais Baratos De 2022 No Brasil

Os testes do carro futurístico

Estamos falando da tecnologia veicular “maglev”, que significa levitação magnética, para realizar o que por muitas décadas parecia ser impossível ou muito distante de ser colocado em prática. Paralelo a isso, o início de uma nova era tem a China como “nação mãe”, e o mérito deve ser dado à Southwest Jiaotong University, em Chengdu, capital da província de Sichuan, no sudoeste do país.

É importante ressaltar que os carros não irão voar em grandes alturas como vemos nos filmes de ficção. Sendo assim, precisamos controlar as nossas expectativas em relação aos testes iniciais dessa tecnologia!

Para começar o processo, os pesquisadores equiparam oito carros, do tipo sedã, com ímãs potentes no fundo e realizaram os testes rodoviários. Em um trilho condutor de 8 km, os carros conseguiram levitar e se distanciar 35 milímetros da plataforma, atingindo uma velocidade máxima de 230 km por hora.

Qual o benefício desses novos carros?

Uma inovação precisa ser muito bem estudada e planejada, pois a viabilidade e os benefícios determinam se o mercado irá abraçar ou não essa nova possibilidade. Dessa forma, esses fatores não foram negligenciados nessa pesquisa. O professor universitário Deng Zigang trabalhou no desenvolvimento dos veículos e afirma que a adoção da levitação magnética para os carros populares pode alcançar um menor consumo de energia e uma maior autonomia.

Essa tecnologia é confiável?

Sim! Desde 1980 alguns trens comerciais utilizam a “maglev”. Nesse caso, o campo magnético é eletrificado para impulsionar ou puxar o trem em alta velocidade. Atualmente, os trens dessa tecnologia são usados na Coreia do Sul, Japão e China. Em Qingdao, província de Shandong, a China apresentou no ano passado um trem-bala maglev que atinge uma velocidade máxima de 600 quilômetros por hora!



Fonte: Fonte: R7