Candido que faltou às provas pode solicitar reaplicação do Exame

0
12


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplicou, no dia 29 de agosto de 2021, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2020 a mais de 1,6 milhão de pessoas, em 622 cidades brasileiras.

Justificativa de falta Encceja 2020

O participante que não compareceu para realizar as provas de todas as áreas do conhecimento em que se inscreveu deverá justificar a ausência para inscrever-se gratuitamente no Encceja 2021, ou seja, a inscrição gratuita na próxima edição do exame só poderá ser realizada a partir da justificativa.

Documentos

O participante deverá justificar a falta nos termos do edital do Encceja 2021, que será publicado futuramente pelo Inep. No entanto, é fundamental se atentar para alguns documentos que serão necessários. Situações como assalto ou furto, acidente de trânsito, casamento ou união estável, morte na família e maternidade são algumas entre as aceitas pelo Inep como justificáveis para a ausência ao exame.

Documentos válidos para a prova do Encceja 2020

De acordo com o INEP, é importante que os participantes providenciem e guardem documentos como boletim de ocorrência, assim como certidões de casamento, de união estável, de óbito ou de nascimento, além da documentação pessoal e que comprove parentesco com envolvidos no contexto, se for o caso. Entretanto, cabe ressaltar que a lista completa das documentações comprobatórias e suas especificações será publicada no edital do Encceja 2021.

As justificativas deverão ser formalizadas pelo sistema do exame, em período ainda a ser definido pelo Inep. Caso não justifique a ausência na edição anterior ou tenha a solicitação de justificativa reprovada, o inscrito deverá pagar uma taxa de ressarcimento ao Inep, antes de se inscrever no Encceja 2021.

Candidatos com Covid-19

As pessoas com sintomas de covid-19 não deverão comparecer, em hipótese alguma, aos locais de prova no próximo domingo (29). A orientação do Inep é para que esses participantes solicitem a reaplicação do exame.

Começa hoje (30) e irá até sexta-feira, 3 de setembro o prazo para solicitar reaplicação do Exame. Para tanto, será necessário enviar documentos comprobatórios para análise do Inep, por meio do Sistema Encceja.

Quem pode entrar com a solicitação?

Podem entrar com o pedido de reaplicação pessoas que apresentarem sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa prevista no edital, como coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola ou varicela.

Encceja

De acordo com o INEP, a participação no Encceja é voluntária, gratuita (para quem não faltou à última edição) e destinada a jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada. Ainda de acordo com o INEP, ao todo, 301.438 participantes farão provas para obter certificação do ensino fundamental e 1.328.608, do ensino médio.

O exame é realizado pelo Inep, desde 2002, em colaboração com as secretarias estaduais e municipais de Educação. Embora seja aplicado pelo Instituto, a emissão do certificado e da declaração de proficiência é responsabilidade das secretarias de Educação e dos institutos federais de Educação, Ciência e Tecnologia que firmam termo de adesão ao exame.

Fonte https://www.gov.br/





Fonte: Fonte: R7