Candidata de Aracaju que costuma cochilar nas provas do Enem diz que a versão digital foi mais estimulante | Sergipe

0
34


Jaqueline de Andrade Silva, de 35 anos, foi a primeira a concluir a prova no Colégio Atheneu Sergipense, no Centro da capital, e disse que foi uma experiência estimulante.“ Não vou mentir, todas as vezes que eu fiz o Enem impresso, eu dormia no meio da prova, achava cansativo e, neste caso, eu não fiquei, li todas as questões e as alternativas com a maior calma possível. Foi bom, porque não teve aglomeração, cada um ficou em seu lugar certinho, não teve um próximo do outro”, disse a candidata que tem como meta cursar administração.



Fonte: Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui