Banco Central pretende popularizar o real digital; entenda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Já faz algum tempo que o Banco Central do Brasil vem estudando formas de lançar uma moeda digital, apelidada pelo banco de “real digital”. De fato, o órgão vem fazendo estudos profundos para implementar essa ideia no território nacional conforme a realidade brasileira demanda. Desse modo, o objetivo do BC é, efetivamente, criar soluções integradas que atinjam o maior número de brasileiros possível.

Leia também: Banco Central: confira novas condições para consultar valores esquecidos

“Nós precisamos preparar o mercado para usar essas tecnologias, que ainda são muito complexas e têm um uso de nicho. À medida que começamos a discutir o assunto, ele começa a amadurecer”, destacou o economista do BC, Fábio Araújo. É válido destacar que ele deu uma palestra no South Summit Brasil, um evento voltado à tecnologia e inovação que ocorreu entre os dias 4 e 6 de maio de 2022.

Conforme enfatiza Araújo, o foco do Banco Central é tornar as tecnologias inclusivas e não excludentes. “Com o real digital, pretendemos oferecer uma plataforma que possa integrar essas tecnologias ao sistema convencional para dar acesso a um público maior”, afirmou.

Destarte, com a finalidade de identificar as principais dificuldades na implementação do real digital, a Fenasbac (Federação Nacional dos Servidores do Banco Central) criou em parceria com o Banco Central o LIFT Challenge Real Digital, um ambiente colaborativo que possui como finalidade principal receber propostas que irão auxiliar diretamente na construção dessa proposta inovadora.

Por fim, é válido ressaltar, também, que o prazo final estipulado para a conclusão do projeto é no dia 29 de julho de 2022. Ou seja, ainda há tempo para efetivamente concretizar essa ideia.



Fonte: Fonte: R7