Alemanha pode banir empresa Chinesa Huawei devido a rede móvel 5G

Um relatório disse que Berlim, cidade da Alemanha, planeja proibir alguns equipamentos das empresas chinesas Huawei e ZTE por motivos de segurança nacional. A embaixada da China na Alemanha disse estar “perplexa e fortemente insatisfeita” com a informação. 

Na última terça-feira (7), a Reuters, organização global de notícias, informou, citando uma fonte do governo, que a Alemanha está planejando banir certos componentes de empresas chinesas em suas redes móveis 5G. Assim, se as regras entrarem em vigor, isso pode significar retirar equipamentos que já estão instalados nas redes e substituí-los por outros fornecedores, disse um porta-voz do Ministério do Interior à Reuters.

A Huawei, empresa multinacional chinesa de tecnologia especializada em equipamentos de telecomunicações, foi acusada por vários governos, principalmente os EUA, de representar uma ameaça à segurança nacional. Washington disse que a Huawei tem laços estreitos com o governo comunista da China e que o equipamento da empresa pode ser usado para enviar dados sobre cidadãos americanos às autoridades em Pequim. A multinacional chinesa negou que representa uma ameaça à segurança nacional.

Reposta da China

De acordo com um porta-voz da China na Alemanha a Huawei operou em conformidade com as leis e regulamentos do país.

“Nos últimos anos, países e forças anti-China continuaram tentando difamar a Huawei com acusações forjadas, mas nunca houve nenhuma evidência de que os equipamentos e componentes da Huawei representem riscos à segurança”, disse o porta-voz, de acordo com uma tradução do Google.

Além disso, o porta-voz da embaixada afirmou que qualquer proibição de equipamentos chineses em redes de telecomunicações “viola as leis econômicas e o princípio da concorrência leal”. “A Huawei acredita que deve haver uma discussão objetiva e factual sobre como os riscos no ciberespaço podem ser mitigados”, disse o porta-voz.

A Alemanha buscou intensificar os laços comerciais com a China nos últimos meses, com o chanceler Olaf Scholz visitando o presidente chinês Xi Jinping em novembro. Porém, ela está sob pressão dos EUA para adotar uma postura mais firme em relação à tecnologia de Pequim.

A tecnologia 5G (quinta geração) é a mais recente evolução das redes móveis de telecomunicações e promete uma revolução no modo como as pessoas se conectam e como as empresas operam. A principal vantagem do 5G é a velocidade de transferência de dados, que pode ser até 100 vezes mais rápida do que a rede 4G. Isso significa que as pessoas poderão fazer download de arquivos e vídeos em segundos, e que a conexão com a internet será mais estável e confiável.

Fonte: Fonte: R7