3 motivos pelos quais as mães NÃO reconhecem sintomas de ansiedade


A maternidade é uma experiência profundamente transformadora, repleta de alegrias e desafios. Muitas vezes, as mães tendem a colocar as necessidades de seus filhos em primeiro lugar, às vezes à custa da própria saúde mental e bem-estar emocional.

Uma das questões que podem passar despercebidas é a ansiedade, um problema que afeta várias mães, mas que pode ser camuflado em meio às responsabilidades maternas.

Existem 3 motivos pelos quais a maternidade obriga a esconder um quadro ansioso — mesmo que isso custe tudo o que tenha.

3 motivos pelos quais mães não reconhecem a ansiedade

1. Você foi criada dessa forma

É um padrão que diversos de nós conhecemos: a ansiedade pode ser transmitida de geração em geração.

Quando somos criados por pais ou cuidadores que vivem com ansiedade, podemos internalizar esse estado de ser como algo normal, sem perceber o impacto negativo que isso pode ter em nossas vidas.

Estamos tão acostumados a sentir o peso do estresse, a pressão constante e a necessidade de nos anteciparmos a tudo, muitas vezes planejando com semanas de antecedência para controlar todas as variáveis.

(Imagem: divulgação)

2. Na sua visão, a ansiedade é útil

É interessante observar como as pessoas geralmente têm uma tendência a se lembrar dos momentos em que agiram corretamente, em vez dos momentos em que cometeram erros.

Tais lembranças positivas podem trazer um senso de conforto e validação, reforçando a ideia de que sua ansiedade pode ser útil e funcional.

No entanto, é importante lembrar que, embora essa emoção possa, em alguns casos, servir como um mecanismo de proteção, ela também pode se tornar excessiva e prejudicial.

Encontrar um equilíbrio saudável e reconhecer quando a ansiedade está prejudicando nossa qualidade de vida é essencial para o nosso bem-estar mental.

3. Filhos com necessidades especiais

A jornada das mães responsáveis por crianças que requerem atenção extra, seja por razões emocionais ou físicas, pode ser incrivelmente desafiadora.

Muitas vezes, tais mães enfrentam crises de ansiedade, e é comum que elas atribuam isso a um sentimento de responsabilidade pela saúde e bem-estar de seus filhos.

Elas podem até se convencer de que, se não estivessem ansiosas, não teriam percebido os sinais da doença dos filhos ou não teriam sido tão vigilantes em relação ao cuidado dele.



Portal R7