Wall Street fecha em baixa por preocupações sobre Ômicron e redução de estímulos do Fed

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Por Devik Jain e Sinéad Carew

(Reuters) – Os principais índices de Wall Street fecharam em baixa nesta sexta-feira, com o Nasdaq liderando as quedas, conforme investidores apostavam que um forte relatório de empregos não desacelerará a flexibilização do suporte do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) enquanto lidavam com incertezas em torno da variante Ômicron do coronavírus.

O relatório do Departamento de Trabalho, publicado antes da abertura da sessão, mostrou que, embora o crescimento do emprego não-agrícola tenha subido menos do que o esperado em novembro, a taxa de desemprego caiu para 4,2%, a menor desde fevereiro de 2020, e os salários aumentaram.

Separadamente, um indicador da atividade do setor de serviços dos EUA atingiu um recorde histórico em novembro.

Ambos os conjuntos de dados pareceram influenciar as expectativas dos investidores quanto ao próximo movimento do Fed no sentido de endurecer sua política monetária. O chair do banco central, Jerome Powell, disse esta semana que o Fed irá considerar uma redução mais rápida de seu programa de compra de títulos, o que gerou especulações de que os aumentos das taxas de juros também seriam antecipados.

“No relatório de empregos, não há o suficiente para dissuadir o Fed de acelerar a redução de estímulo, o que deixa a porta aberta para um aumento mais rápido das taxas de juros do que o mercado podia estar prevendo”, disse Steve Sosnick, estrategista-chefe da Interactive Brokers.

Além disso, ele apontou para as preocupações de que a variante Ômicron parece se espalhar mais rápido do que a Delta, a versão mais prevalente da Covid-19.

O Dow Jones caiu 0,17%, para 34.580,08 pontos, o S&P 500 perdeu 0,84%, para 4.538,43 pontos, enquanto o Nasdaq Composite recuou 1,92%, para 15.085,47 pontos.

Na semana, o S&P acumulou uma queda de 1,2%, segundo recuo semanal seguido, enquanto o Nasdaq caiu 2,62%, também sua segunda semana consecutiva de perdas. O Dow Jones caiu 0,92%, em sua quarta queda semanal seguida.

Em uma indicação clara de nervosismo dos investidores, o medidor de medo de Wall Street, o índice de volatilidade do mercado CBOE, subiu acima de 35 durante a tarde pela primeira vez desde o final de janeiro. Ele reduziu alguns ganhos, no entanto, para fechar 9,7 pontos a 30,67.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB210T-BASEIMAGE






Fonte: Mix Vale