Viracopos tem 2º menor fluxo de passageiros para abril desde 2013, mas fecha quadrimestre com alta | Campinas e Região

0
20


O Aeroporto de Viracopos registrou em abril o segundo fluxo mais baixo de passageiros para este mês desde 2013, ano em que o terminal em Campinas (SP) foi concedido integralmente à iniciativa privada. Apesar dos reflexos provocados pela segunda onda da pandemia desde março, a estrutura ainda fechou o primeiro quadrimestre deste ano com mais viajantes do que no mesmo período de 2020.

Dados divulgados pela concessionária do aeroporto nesta quinta-feira (13) mostram que 648,2 mil viajantes passaram por Viracopos em abril, mês mais letal da crise da Covid-19 no Brasil. O número supera somente o total verificado para este mês no ano anterior, quando foram 150,5 mil, o mais baixo já registrado pela Aeroportos Brasil no período de 30 dias desde que assumiu a administração.

O resultado também significa baixa na movimentação pelo segundo mês consecutivo. Antes disso, o aeroporto registrou curva ascendente entre abril do ano passado e janeiro. Veja abaixo gráfico.

Em contrapartida, os números mostram ainda que o saldo do primeiro quadrimestre Viracopos ficou positivo e subiu 12,7% em relação a 2020: os passageiros foram de 2,52 milhões para 2,85 milhões. Diante deste resultado, a concessionária já sinaliza expectativa de fechar o ano com crescimento.

Fluxo de passageiros no Aeroporto de Viracopos

Pandemia afeta quantidade de viajantes por terminal de Campinas (SP).

Fonte: Aeroportos Brasil Viracopos

As estatísticas da concessionária mostram que, em relação ao total de passageiros de abril, 641 mil fizeram viagens domésticas, e 7,1 mil foram ao exterior ou chegaram ao Brasil por Campinas.

A concessionária destaca, por meio de assessoria, que os impactos são verificados por todos os aeroportos no mundo em virtude do contexto mundial de enfrentamento à pandemia. Por outro lado, apesar do abalo no indicador, salienta que 70% do faturamento decorre do terminal de cargas.

  • Passageiros em voos domésticos: 145.391
  • Passageiros em voos internacionais: 5.155
  • Passageiros em voos domésticos: 641.077
  • Passageiros em voos internacionais: 7.167
  • Durante 2020: 2.529.538
  • Durante 2021: 2.853.044

Antes da pandemia, o aeroporto registrou uma série marcada por altas consecutivas entre julho de 2018 e fevereiro de 2020, comparando-se cada mês com o mesmo período do ano anterior.

O terminal aguarda o processo de relicitação para sanar dívidas que somam R$ 2,88 bilhões. O governo federal prevê realizar novo leilão em 2022, devido a atrasos nos trâmites do processo.

Após fechar março com recorde na quantidade mensal de cargas movimentadas em período de 30 dias, Viracopos teve uma diminuição em abril, mas ainda foi o melhor para este mês na série histórica.

Parte do saldo está associado à pandemia, uma vez que o terminal tem sido usado na logística de produtos para enfrentamento à Covid-19, incluindo a primeira remessa de vacinas da Pfizer.

O relatório da concessionária indica que 27.914 toneladas de cargas passaram pelo terminal de Campinas em abril. Deste total, 7.664 toneladas são domésticas – recebidas na metrópole de outras cidades do Brasil ou enviadas a terminais em território nacional.

Além disso, 20.250 toneladas são de itens internacionais – fluxo que envolve outros países; enquanto 578 toneladas são classificadas como courier – remessas internacionais de documentos ou encomendas transportadas ou liberadas sob regime aduaneiro específico, destaca a gestora.

VÍDEOS: veja notícias da região de Campinas



Fonte: G1