Veja áreas com maior demanda por freelancers | Concursos e Emprego

0
10


Levantamento da Workana, plataforma que conecta freelancers a empresas, mostra que as áreas de design e multimídia, e TI e programação, foram as que mais buscaram profissionais nessa modalidade de trabalho em abril deste ano.

Áreas com maior procura por profissionais freelancers:

  • Design e Multimídia: 37,15%
  • TI e Programação: 29,03%
  • Tradução e Conteúdo: 15,40%
  • Marketing e Vendas: 12,47%
  • Engenharia e Manufatura: 2,14%
  • Finanças e Administração: 1,63%
  • Suporte administrativo: 1,39%
  • Legal: 0,79%

“No ano passado, as empresas já haviam sinalizado a dificuldade de encontrar profissionais qualificados e com perfil diferenciado para atender a demandas desse setor”, afirma Daniel Schwebel, country manager da Workana.

“Conforme a pandemia se estende, mais se torna frequente o consumo online e, consequentemente, cresce a necessidade de ter um site, e-commerce, redes sociais ou aplicativo. E, para abastecer esses canais, é preciso ter conteúdo multiplataformas para que o consumidor tenha acesso a informações que agreguem e uma boa experiência omnichannel”, completa ele.

As áreas com maior número de profissionais cadastrados na plataforma para desenvolver projetos pontuais também foram TI/Programação e Design/Multimídia:

Áreas com mais registros de freelancers:

  • TI e Programação: 37,9%
  • Design e Multimídia: 17%
  • Tradução e Conteúdo: 16,4%
  • Marketing e Vendas: 12,9%
  • Suporte administrativo: 7,5%
  • Finanças e Administração: 3,9%
  • Engenharia e Manufatura: 2,4%
  • Legal: 1,9%

Para Daniel Schwebel, como muitos consumidores pretendem continuar comprando online ou de forma híbrida, a tendência é que a demanda por profissionais de TI e Programação continue em alta, bem como Design e Multimídia, Conteúdo, e Marketing e Vendas.

“No início do isolamento social, em março de 2020, o comércio e as empresas como um todo foram bastante impactados. Porém, eles vêm se reerguendo com a ajuda de profissionais qualificados. Cabe às organizações encontrar suas moscas brancas para seguir em constante evolução, e atendendo às necessidades do mercado” diz.



Fonte: G1