Twitter vai perguntar aos usuários se políticos devem estar sujeitos às mesmas regras que todo mundo | Tecnologia

0
12


O Twitter anunciou na última quinta-feira (18) que irá revisar as diretrizes sobre como lidam com a moderação de conteúdo em contas de líderes mundiais.

A plataforma quer saber se as pessoas acreditam que líderes devem ou não estar sujeitos às mesmas regras que todo mundo e quais medidas de moderação seriam mais apropriadas a essas personalidades.

Será disponibilizada uma pesquisa pública a partir desta sexta (19), em 14 idiomas, incluindo o português. A consulta vai até 12 de abril.

O Twitter ainda não deu detalhes sobre como as pessoas poderão enviar suas respostas, mas disse que irá compartilhar novidades “nos próximos dias”.

A companhia afirmou ainda que está realizando uma consultoria com especialistas em direitos humanos, organizações da sociedade civil e acadêmicos ao redor do mundo e que também irá considerar essas opiniões na reformulação de suas diretrizes.

As decisões de moderação do Twitter ficaram em evidência depois de a plataforma decidir banir a conta do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, dois dias depois de seus invadirem o Congresso – ação que resultou na morte de 5 pessoas.

Twitter tira conta de Trump do ar — Foto: REUTERS/Joshua Roberts

“Após uma análise cuidadosa dos tuítes recentes do @realDonaldTrump e do contexto em torno deles, suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de mais incitação à violência”, disse a empresa na ocasião.

A rede social chegou a marcar tuítes de Trump antes da restrição a sua conta.

Em maio de 2020, a plataforma rotulou uma publicação do ex-presidente sobre os protestos em Minneapolis como “glorificação da violência”. Em novembro passado, a rede limitou o alcance de publicações de Trump sobre apuração das eleições.

O presidente-executivo do Twitter, Jack Dorsey, defendeu o bloqueio permanente da conta do ex-presidente dos EUA, mas afirmou que a decisão abriu “um precedente que acha perigoso”, citando o poder que um indivíduo ou corporação pode ter sobre a conversa pública ao redor do mundo.

Os perfis de Trump no Facebook e no Instagram também estão suspensos, mas a decisão final sobre a restrição será de um comitê independente.

Facebook, Instagram, YouTube: Trump é bloqueado pelas redes sociais

Facebook, Instagram, YouTube: Trump é bloqueado pelas redes sociais

As publicações rotuladas pela rede ficam escondidas sob um aviso no perfil de quem as publicou.

Esse tipo de marcação passou a acontecer com mais frequência durante a pandemia de Covid-19, após a plataforma definir regras para conter a desinformação sobre a crise sanitária.

No caso de posts de líderes mundiais, o Twitter diz que, ainda que a mensagem viole as regras “se houver um claro interesse público em mantê-lo na plataforma, nós o colocaremos atrás de um aviso que trará contexto sobre a violação e permitirá que as pessoas cliquem e vejam o conteúdo se assim desejarem”.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui