TikTok cria conselho externo na Europa auxiliar em regras de moderação de conteúdo | Tecnologia

0
11


O TikTok anunciou nesta terça-feira (2) que irá criar um conselho com especialistas independentes na Europa para ajudar a definir regras sobre moderação de conteúdo relacionados a segurança de menores, saúde mental e extremismo.

O conselho terá especialistas de universidades e da sociedade civil de vários países europeus, como Reino Unido, Alemanha, França e Finlândia.

A iniciativa acontece pouco depois da morte de uma menina de 10 anos na Itália, supostamente ligada a um desafio do TikTok no qual os usuários tinham que prender a respiração.

O aplicativo anunciou um bloqueio mais restritivo para o cadastro de menores de 13 anos na Itália, se comprometendo a verificar todas as contas, e apenas autorizar o uso daqueles que comprovem ter a idade mínima.

O aplicativo também foi acusado em fevereiro por um órgão de defesa dos consumidores na Europa de ter “termos enganosos” e “ambíguos” e de falhar em proteger crianças e adolescentes de conteúdos potencialmente nocivos.

Esse não é o primeiro conselho formado pelo TikTok – em 2020, a plataforma também reuniu especialistas nos EUA após as autoridades do país questionar problemas de segurança e desinformação.

O conselho europeu, por outro lado, será focado em ações anti-bullying, saúde mental, abuso de crianças, extremismo e crimes de discriminação na plataforma.

Apesar do formato lembrar o Conselho de Supervisão do Facebook, os moldes são diferentes, já que as decisões do comitê do TikTok não são obrigatórias.

TikTok: o aplicativo chinês que conquistou milhões de usuários
TikTok: o aplicativo chinês que conquistou milhões de usuários

TikTok: o aplicativo chinês que conquistou milhões de usuários



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui