Tesouro Nacional suspende divulgação de resultado das contas públicas devido à greve de servidores | Economia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

A Secretaria do Tesouro Nacional, vinculada ao Ministério da Economia, informou nesta terça-feira (24) que estão suspensas as publicações e entrevistas coletivas sobre o resultado da dívida pública e das contas públicas do governo federal de abril, previstas para os dias 25 e 30 deste mês, respectivamente.

O motivo é a greve dos servidores do Tesouro Nacional, iniciada na segunda-feira (23). A greve é por tempo indeterminado.

O motivo da paralisação é que o Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon Sindical) alega perda de 25% do poder de compra dos salários da categoria, que estão congelados desde janeiro de 2019. Também reivindicam reestruturação para a carreira de Finanças e Controle.

Segundo o Tesouro Nacional, ainda não há uma data definida para retorno das divulgações. “Informaremos com a devida antecedência quando o calendário for retomado”, disse a secretaria, em nota.

O balanço do Tesouro Direto — programa para compra de títulos públicos — relativo ao mês de abril, previsto para esta terça, também foi suspenso.

O Tesouro informou que somente publicações previstas em lei terão o calendário de divulgações mantido, caso do decreto de Programação Orçamentária e Financeira, que vai detalhar o recente bloqueio de R$ 8,2 bilhões feito no Orçamento deste ano para cumprimento do teto de gastos. O decreto sai dia 31.

Orçamento de 2022 é aprovado pelo Congresso nesta terça-feira (21)

No começo do mês, o Banco Central (BC) também informou que, devido à greve dos servidores da instituição, a maioria das publicações do BC está suspensa.

Entre as divulgações afetadas pela paralisação, está o boletim Focus, que era divulgado às segundas-feiras pelo BC.

O boletim traz a expectativa do mercado financeiro para o Produto Interno Bruto (PIB), inflação, câmbio, entre outros indicadores, do ano corrente e dos três anos subsequentes. A última divulgação do boletim Focus foi feita em 2 de maio.

Somente publicações com prazo legal estão sendo divulgadas pelo BC. A instituição disse, em nota, que, “oportunamente”, informará com antecedência de 24 horas as novas datas para as publicações pendentes.

A greve dos servidores do BC também é por tempo indeterminado. Os servidores também reivindicam reajuste e reestruturação da carreira.

VÍDEOS: notícias sobre política

Fonte: G1