Suspensão de prazos dos débitos do crédito rural é autorizada após enchentes no RS


Foi autorizada a suspensão imediata dos débitos do crédito rural devido as enchentes no Rio Grande do Sul.

A medida foi anunciada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e a resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) dessa segunda-feira (13).

Suspenção dos débitos do crédito rural

Débito do crédito rural Débito do crédito rural
medida também vale para empreendimentos localizados em municípios do estado do Rio Grande do Sul, com decretação de situação de emergência ou de estado de calamidade pública. Foto: Envato

A nova decisão autoriza as instituições financeiras a prorrogar de forma automática o vencimento das parcelas de principal e juros das operações de crédito rural que tenham vencimento entre 1° de maio e 14 de agosto deste ano para o dia 15 de agosto.

A medida também vale para empreendimentos localizados em municípios do estado do Rio Grande do Sul, com decretação de situação de emergência ou de estado de calamidade pública no período de 30 de abril a 20 de maio de 2024, reconhecida pelo governo e em decorrência de enchentes, alagamento, chuvas intensas, enxurradas, vendaval, deslizamentos ou inundações.

Em uma reunião que contou a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), representantes de mais de 100 sindicatos rurais do estado e cooperativas, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, apresentou a proposta para a suspensão dos pagamentos.

“Pedimos ao CMN a prorrogação imediata dos débitos do setor. Este é o primeiro passo. Também estamos trabalhando na estruturação de novos créditos, com um fundo garantidor, permitindo que os produtores gaúchos possam reconstruir suas propriedades”, destacou Fávaro. 

O CMN também realizou na última sexta-feira (10), uma sessão extraordinária para aprovar a proposta de renegociação das operações de crédito rural no Rio Grande do Sul.

Enchentes no Rio Grande do Sul

Enchentes Enchentes
Previsão aponta diminuição das chuvas para os próximos dias. Foto: Divulgação

Conforme noticiado pela Agência Brasil, as chuvas diminuíram no Rio Grande do Sul, mas as autoridades gaúchas alertam a população para o risco de novas enchentes, principalmente na região metropolitana de Porto Alegre.

De acordo com a meteorologista Cátia Valente, da Sala de Situação do Rio Grande do Sul, embora haja previsão de chuvas, o volume deverá ser menor nos próximos dias.

“A perspectiva é que as chuvas diminuam ainda que continuem a cair nas regiões norte e nordeste do estado, mas não há previsão de volumes muito elevados. O que vai predominar agora é a massa de ar frio. O frio será muito intenso ao longo dos próximos dias, principalmente entre quarta-feira (15) e sexta-feira (17)”, informou a meteorologista. 



Portal Agro2