Startup usa impressão 3D e biometria facial para fazer óculos personalizados | PEGN

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Após trabalhar mais de 20 anos no setor de óticas, Ivan Cavilha decidiu buscar uma solução para o problema dos óculos desajustados.

Após dois anos de estudos, a startup de Ivan desenvolveu uma técnica que mistura biometria facial, realidade aumentada e impressão 3D. O investimento inicial foi de R$ 500 mil.

Hoje, a empresa produz óculos sob medida. Centenas de pontos são mapeadas no rosto de forma online, especialmente na região do nariz, fundamental para o bom encaixe dos óculos.

Além de funcionar para retirar as medidas para a produção, esse escaneamento serve também como um provador virtual.

As partes dos óculos são produzidas por uma impressora 3D. Em seguida, as peças passam por um processo de limpeza, polimento e, por último, são tingidas.

O preço é a partir de R$ 600. “Esses óculos têm entre 25 e 30 gramas. Então, a própria leveza já dá conforto no uso. Outra característica é a resistência. A gente pode dobrar as hastes. Não vou dizer que é inquebrável, mas ele tem uma resistência altíssima”, diz Cavilha.

A previsão de faturamento da startup para 2022 é de R$ 1 milhão. E Ivan já faz planos para o futuro. Um deles é levar os óculos para as vitrines das óticas.



Fonte:G1