Sindicato deve manter greve dos Correios apesar de reajuste de salários; categoria se reúne nesta terça | Concursos e Emprego

0
25


Apesar do reajuste de 2,6% anunciado na tarde desta segunda-feira (21), os funcionários dos Correios não devem encerrar a greve iniciada em 17 de agosto.

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (FENTECT) agendou assembleias com os sindicatos filiados na manhã desta terça-feira (22) e com os profissionais da categoria no período da tarde para definir sobre a continuidade da paralisação.

“Para nós, a greve continua. Não dá para aceitar o que os ministros do TST fizeram conosco. Amanhã, não vamos voltar ao trabalho, vamos debater o que vai acontecer com a gente”, afirmou José Rivaldo da Silva, secretario-geral da federação.

Na avaliação de Rivaldo, a decisão do TST que obriga os trabalhadores a retomarem as atividades nesta terça-feira, com uma multa diária de R$ 100 mil, foi de “cunho político, não jurídico”.

Nesta segunda-feira, o TST decidiu que a greve não foi abusiva. Com isso, metade dos dias de greve será descontada do salário dos empregados. A outra metade deverá ser compensada.

Relatora do processo no TST, a ministra Kátia Arruda votou contra a declaração da greve como abusiva – o que levaria ao desconto integral das horas não trabalhadas.

A magistrada disse que a paralisação foi a única solução encontrada pelos trabalhadores, diante do fato de que a empresa tinha retirado praticamente todos os direitos adquiridos da categoria.

“É a primeira vez que julgamos uma matéria em que uma empresa retira praticamente todos os direitos dos empregados”, afirmou.

Em comunicado divulgado na noite desta segunda-feira, os Correios afirmaram que o TST determinou o encerramento da greve e que desde julho “tentaram negociar os termos do acordo coletivo, em um esforço para fortalecer as finanças da empresa e preservar sua sustentabilidade.

Vídeo: Veja mais informações sobre os Correios

Greve dos trabalhadores dos Correios causa transtorno na entrega de encomendas em Salvador

Greve dos trabalhadores dos Correios causa transtorno na entrega de encomendas em Salvador



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui