Salário mínimo: veja histórico dos últimos reajustes | Economia

0
49


Em 2021, pelo segundo ano consecutivo, o salário mínimo deverá ficar sem ganho real e ser corrigido apenas pela inflação. A proposta apresentada pelo governo no projeto de lei orçamentário prevê um valor de R$ 1.088 de 2021, R$ 43 acima dos atuais R$ 1.045.

A nova previsão para o mínimo tem como base a expectativa de uma inflação maior. Em novembro, a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia elevou de 2,35% para 4,10% a estimativa de inflação de 2020 medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Ministério da Economia revisa para R.088 a previsão do salário mínimo

Ministério da Economia revisa para R$1.088 a previsão do salário mínimo

Entre 2011 e 2019, o Brasil adotou uma fórmula para determinar o aumento do salário mínimo que previa a correção com base na inflação do ano anterior e na variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Mas nem sempre o salário mínimo subiu acima da inflação. Em 2017 e 2018, por exemplo, foi concedido o reajuste somente com base na inflação porque o PIB de dois anos antes (2015 e 2016) teve retração. Por isso, para cumprir a fórmula proposta, somente a inflação serviu de base para o aumento.

No Brasil, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo serve de referência para 49 milhões de trabalhadores no Brasil.

Evolução do salário mínimo — Foto: Economia G1

O valor para o salário mínimo de 2021 ainda pode mudar no decorrer deste ano, com base nas projeções de inflação para o ano de 2020 (utilizadas como parâmetro para correção).

Vídeos: Últimas notícias de economia



Fonte: G1