Salário mínimo com novo calendário para pagamento no INSS

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Salário mínimo com novo calendário para pagamento no INSS Pagamentos estão sendo realizados junto com o benefício de abril, entre os dias 25 de abril a 6 de maio.

Aposentados e aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ganham acima de um salário mínimo e tenha o cartão com os números finais 2 e 7 recebem nesta terça (3) a primeira parcela do 13º salário. Os pagamentos serão feitos junto com os benefícios referentes a abril.

O 13º também será pago nesta terça aos beneficiários que recebem 1 salário mínimo e possuem 7 como número final do cartão de benefício (sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço).

A segunda parcela do 13º será liberada para estes grupos no dia 1º de junho.

Os aposentados e pensionistas do INSS começaram a receber o 13º adiantado no último dia (25). Até sexta-feira (6), mais de 31 milhões de segurados receberão a primeira parcela.

O decreto com a antecipação do benefício foi assinado em março. Este será o 3º ano seguido em que os segurados do INSS receberão o 13º antes das datas tradicionais, em agosto e dezembro.

A maioria receberá 50% do décimo terceiro na primeira parcela. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro e terá o valor calculado proporcionalmente.

Confira abaixo os calendários de pagamento dos benefícios. Eles levam em conta o número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço.

Calendários de pagamento

13º do INSS – 1 salário mínimo — Foto: Economia G1

13º do INSS – para quem recebe acima de 1 salário mínimo — Foto: Economia g1

Quem recebe

Atualmente, são mais de 36 milhões de pessoas com direitos a benefícios do INSS no país – mais de 60% recebem um salário mínimo.

Para quem ganha o benefício no valor do salário mínimo, o piso nacional passou para R$ 1.212 desde 1º de janeiro. Por lei, aposentadorias, auxílio-doença, auxílio-reclusão e pensão por morte pagas pelo INSS não podem ser inferiores a 1 salário mínimo.

Já os aposentados e pensionistas que recebem benefícios acima do salário mínimo tiveram reajuste de 10,16% na remuneração — o teto dos benefícios do INSS passou de R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22.

Como consultar os benefícios

  • Uma maneira simples de fazer a consulta dos benefícios do INSS é através da central de atendimento por telefone, no número 135. Ao ligar, informe o número do CPF e confirme algumas informações cadastrais, de forma a evitar fraudes. O atendimento está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h;
  • O segurado pode acessar o site Meu INSS, que reúne diversos serviços digitais do INSS. Após fazer o login, na tela inicial, clique no serviço de “Extrato de Pagamento” e você terá acesso ao seu extrato e todos os detalhes sobre o pagamento do benefício;
  • A consulta do benefício também pode ser feita pelo aplicativo Meu INSS, disponível para download para Android e iOS. Assim como no acesso pelo site, de início, é necessário fazer o login, e então, todos os serviços disponíveis e histórico das informações do beneficiário serão listados. Fonte: G1









Fonte: R7