Safra da borracha deve ser melhor na região noroeste de SP | Nosso Campo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Florestas imensas, com muitos hectares plantados da seringueira. Esse cenário faz com que a região de São José do Rio Preto , no noroeste de São Paulo, seja forte na produção de borracha, representando quase 70% da produção nacional.

A safra da borracha começou em outubro do ano passado, e segue até agosto de 2022.

Mesmo com o clima ajudando bastante, a expectativa, para o estado de São Paulo é fechar esse ano com uma produtividade de 130 mil toneladas, que é a mesma quantidade da última safra. Isso por conta de vários produtores sofrerem com as geadas e queimadas em muitas áreas.

Para a safra atual, a expectativa é boa, pois dos 58 hectares plantados, devem ser colhidas 200 toneladas de coágulo de borracha, o correspondente a 20% a mais que em 2021. A chuva é um fator importante para esse resultado, que tem vindo em muita boa hora.

(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa em 08/05/2022)

Safra da borracha deve ser melhor na região noroeste de SP

Entre os meses de março e junho ocorre o pico da produção, representando, em média, 70% de toda a safra.

A expectativa é de que, esse ano, a produtividade siga na média e até aumente nesses meses. Um ponto que está animando os produtores é o preço pago pelo produto, que vem sendo bom desde o ano passado, quando atingiu o maior valor, recorde desde 2011.

VÍDEOS: veja as reportagens do Nosso Campo



Fonte: G1