Restrições pandêmicas pressionam bolsas europeis | Economia

0
19


As ações europeias fecharam em queda nesta segunda-feira (19), com os casos crescentes de Covid-19 levantando a possibilidade de novas restrições econômicas, o que compensava o otimismo fornecido por sinais de progresso nas negociações de um acordo comercial do Brexit e esperanças de estímulo fiscal nos Estados Unidos.

Depois que os casos diários de Covid-19 na Itália atingiram um novo recorde no fim de semana, o país aprovou o fechamento de praças públicas a partir das 21h para interromper aglomerações. Na Espanha, muitas regiões também endureceram as restrições, com o país parecendo prestes a superar a marca de 1 milhão de casos esta semana.

Enquanto o País de Gales impôs um lockdown de duas semanas, o assessor científico do governo britânico disse que o país precisa impor um período de bloqueio nacional de três semanas.

“Com o País de Gales, Espanha e Bélgica apertando ainda mais as restrições … estamos vendo o surgimento de temores significativos sobre o potencial impacto econômico que isso pode ter sobre a recuperação”, disse Joshua Mahony, analista de mercado sênior da operadora online IG.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,29%, a 1.418 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,28%, a 366 pontos. Mais cedo, esperanças de que uma vacina para a Covid-19 estará disponível até o final do ano e sinais de que um acordo em Washington sobre um pacote fiscal poderá ser alcançado em breve haviam elevado o sentimento nas negociações matinais.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,59%, a 5.884 pontos.
Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,42%, a 12.854 pontos.
Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,13%, a 4.929 pontos.
Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,08%, a 19.374 pontos.
Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,15%, a 6.860 pontos.
Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,23%, a 4.218 pontos.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui