Reino Unido diz que tomará todas as medidas para garantir paz na Irlanda do Norte

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


LONDRES (Reuters) – O Reino Unido disse nesta terça-feira que tomará todas as medidas necessárias para proteger a paz na Irlanda do Norte, ao pedir à União Europeia que mostre imaginação nas negociações para resolver problemas com as regras comerciais pós-Brexit.

Londres e Bruxelas tentam há meses quebrar o impasse sobre o acordo, que na prática criou uma barreira alfandegária no mar entre a Irlanda do Norte, que faz parte do Reino Unido, e o resto do país para preservar a fronteira terrestre aberta da província com a Irlanda, que faz parte da UE.

O Reino Unido quer uma revisão completa do acordo e sugeriu a possibilidade de suspender unilateralmente parte dele se nenhum novo acordo puder ser alcançado com a UE, enquanto a UE busca mudanças nos termos do acordo existente.

“Continuaremos a conversar com a UE, mas não deixaremos que isso atrapalhe a proteção da paz e da estabilidade na Irlanda do Norte”, disse um documento britânico publicado na terça-feira para acompanhar a nova agenda legislativa do governo.

“Pedimos aos nossos parceiros na UE que trabalhem conosco, com nova imaginação e flexibilidade, para resolver isso.”

Um porta-voz do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que ainda não foram tomadas decisões sobre os próximos passos.

O impasse sobre o chamado Protocolo da Irlanda do Norte está bloqueando a formação de um novo governo na província britânica após eleições na semana passada.

O nacionalista irlandês Sinn Fein, que aceita o protocolo devido ao seu objetivo de unificação irlandesa, emergiu como o maior partido nas eleições, enquanto o Partido Unionista Democrático (DUP), que teme que o protocolo esteja erodindo os laços com o resto do Reino Unido, ficou em segundo lugar.

(Reportagem de William James e Kylie MacLellan)









Fonte: Mix Vale