Produtores do Tocantins estão liberados para o plantio da safra de algodão 2023/2024


Com o fim período do vazio sanitário, o plantio de Algodão no Tocantins estará liberado a partir da próxima terça-feira (21/11) e segue até o dia 15 de janeiro  para a primeira safra (sequeiro).

Já para as áreas plantadas será a partir do dia 15 de janeiro (algodão safrinha), até o dia 15 de março de cada ano.

Plantio de Algodão no Tocantins

Safra de algodão
Produtores analisam que a safra 2023/204 pode sofrer uma queda. Foto: Divulgação

Conforme a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), na safra passada (2022/2023) foram cadastradas junto à Agência de Defesa Sanitária, uma área de 6.300 hectares distribuídos entre os municípios de Dianópolis, no Sudeste, Campos Lindos no Nordeste e Tocantínia na região central.

Ao contrário da safra passada que foi favorecida pelo clima, neste momento os produtores estão mais cautelosos e a expectativa é de uma ligeira queda de 5,9%.

Além disso, alguns estados da região do (MATOPIBA), formados pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piaui, e Bahias, a safra do algodão está bem adiantada, onde mesmo com as adversidades do clima alguns produtores anteciparam o plantio com início em 11 de novembro e encerramento em 31 de dezembro.

Em contrapartida, a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), afirma que para esta safra estima-se um crescimento de 8,4% na área plantada, podendo chegar a 1,81 milhão de hectares. O setor espera ainda colher 3,29 milhões de toneladas em todo o país com um aumento de 2% em relação à safra passada.

Conforme informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no estado do Piauí a produção de algodão para esta safra deve atingir 51,4 mil toneladas, representando uma alta de 106,1% em relação à produção do ano passado.

Aumento de área plantada

Área plantada
Área de cultivo de algodão no Municipio de Tocantinia. Foto: Divulgação

A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) informou que os dados apresentados pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), durante reunião com a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Algodão, projetam uma produção de 3,29 milhões de toneladas, para a safra 2023/2024.

Portanto, deve fomentar a oferta devido ao aumento da área plantada, já que as produtividades esperadas são menores. A Assessora técnica Danyella Bonfim, informou também que debateram em torno do desempenho e das produtividades recordes observadas em vários estados produtores.



Portal Agro2