Produtores da Índia fazem greve de fome contra reforma agrícola e governo corta a internet | Agronegócios

0
9


A Índia bloqueou os serviços de internet móvel em várias áreas ao redor de Nova Déli no sábado (30), quando os agricultores começaram uma greve de fome de um dia, após uma semana de protestos e confrontos com autoridades que deixaram um morto e centenas de feridos.

Furiosos com as novas leis agrícolas que, segundo eles, beneficiam grandes compradores privados de alimentos às custas dos produtores, dezenas de milhares de fazendeiros estão acampados em locais de protesto nos arredores da capital há mais de dois meses.

O Ministério do Interior da Índia disse no sábado que os serviços de internet em três locais nos arredores de Nova Delhi, onde os protestos estão ocorrendo, foram suspensos até as 23h deste domingo para “manter a segurança pública”.

Agricultoras protestam contra as leis agrícolas na fronteira de Singhu, perto de Nova Déli, Índia, 30 de janeiro de 2021. — Foto: Adnan Abidi/Reuters

As autoridades indianas costumam bloquear os serviços locais de Internet quando acreditam que haverá distúrbios, embora a mudança seja incomum na capital.

O manifestante Sandee Sharma disse que o governo desligou a internet para “criar pânico”, e o outro manifestante Bhavesh Yadav afirmou que a medida estava “matando a democracia”.

A agricultura emprega cerca de metade da população da Índia de 1,3 bilhão, e a agitação entre cerca de 150 milhões de agricultores proprietários de terras é um dos maiores desafios para o governo do primeiro-ministro Narendra Modi desde que assumiu o poder em 2014.

Onze rodadas de negociações entre os sindicatos agrícolas e o governo não conseguiram resolver o impasse. O governo ofereceu suspender as leis por 18 meses, mas os agricultores dizem que não vão encerrar seus protestos por nada menos do que a revogação total.

Na semana passada, um desfile de tratores planejado para o aniversário do Dia da República na terça-feira se tornou violento quando alguns manifestantes se desviaram das rotas pré-acordadas, derrubaram barricadas e entraram em confronto com a polícia, que usou gás lacrimogêneo para tentar contê-los.

Confrontos esporádicos entre manifestantes, polícia e grupos que gritam slogans anti-fazendeiros estouraram em várias ocasiões desde então.

Enquanto isso, apoiadores da Polícia de Delhi protestavam carregando cartazes contra a violência ocorrida no Dia da República.

VÍDEOS: veja mais notícias de agronegócios



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui