Primeiro ETF de Bitcoin na NYSE inaugura com grande volume

0
14


O primeiro ETF de Bitcoin foi listado na NYSE nesta terça-feira (19), fazendo história como um dos 15 maiores já listados na bolsa norte-americana em seus primeiros 20 minutos. Na primeira sessão, US$ 1 bilhão foi negociado com o novo produto.

Essa é uma novidade aguardada há anos pelos fãs do Bitcoin, que enxergam neste produto uma importante legitimação da moeda para grandes investidores.

Ainda que o debate sobre investir em ETFs ou diretamente em Bitcoin continue na comunidade, nada muda o fato de que a moeda digital continua sua escalada de adoção em massa neste ano de 2021.

De fato, com as portas abertas para essa novidade na maior potência mundial, é esperado que mais produtos similares surjam no futuro próximo. No Brasil, vários ETFs já estão listados na B3, ligados ao Bitcoin, Ethereum e cestas de criptomoedas do mercado.

Com grande volume já na inauguração, primeiro ETF de Bitcoin estreia na NYSE

Foi com alegria e entusiasmo que a Proshares estreou o $BITO nesta terça, diretamente da NYSE, que tocou os sinos no momento da listagem, comum quando isso ocorre naquela bolsa de valores.

Esses sinos marcaram hoje o início da história do Bitcoin como um produto de investimento em uma bolsa dos Estados Unidos.

Vale o destaque que a Proshares não trabalha com a compra e custódia de moedas, operando apenas em contratos futuros de Bitcoin listados na CME.

De qualquer forma, após a listagem do BITO, o volume de negociações em apenas 20 minutos foi de US$ 280 milhões, o que coloca este no Top 15 de lançamentos no dia de abertura, de acordo com o analista sênior de ETFs da Bloomberg, Eric Balchunas.

“NÚMEROS GRANDES: $BITO negociou $280 milhões em ações nos primeiros 20 minutos. Isso já o coloca no Top 15 de lançamentos do dia de abertura de todos os tempos, mais do que $GLD E $QQQ. $ARKX E $BUZZ foram dois deste ano que fizeram a lista. Tem uma chance legítima de $1 bilhão e o primeiro lugar.”

Horas após a fala do analista, essa realidade acabou se confirmando, com o $BITO negociando mais de US$ 1 bilhão em sua primeira sessão.

O que muda para o Bitcoin com a listagem de um ETF na bolsa?

Com a listagem de um ETF na bolsa de valores, investidores que querem a exposição a essa moeda, mas não diretamente, podem agora comprar um produto ligado a ela. Vale notar que a própria Proshares avisa que a cotação do mercado de Bitcoin será sempre diferente do seu ETF, assim como as oscilações na cotação, visto que ele opera futuros.

“O preço e o desempenho dos futuros do bitcoin devem ser diferentes do preço “à vista” atual do bitcoin”.

De qualquer forma, isso serviu para que o preço do Bitcoin explodisse de cotação no dia, sendo cotado acima de US$ 64 mil no momento da redação desta matéria. Em relação ao Euro, a cotação do Bitcoin já alcançou a máxima histórica ao alcançar €55.066,00, assim como em Dólar australiano (AUD 85.171).

Já em real, a cotação em R$ 358 mil o coloca distante dos R$ 375 mil alcançados em abril de 2021. Em Dólar, o Bitcoin precisa subir menos de 1% para romper sua alta histórica no mercado.

Com o sucesso da primeira listagem de ETFs de Bitcoin, a CVM dos Estados Unidos já avalia novos pedidos para que em breve chegue mais opções aos interessados por este mercado. Na próxima quinta-feira (21), por exemplo, provavelmente mais um produto será listado com o símbolo $BTFD, conhecido pela comunidade Bitcoin, pela empresa Valkyrie.





Fonte: R7