Primeira publicação no Twitter completa 15 anos e fundador da rede quer vendê-la | Tecnologia

0
12


“Estou criando minha conta Twttr”, tuitou o fundador da plataforma, Jack Dorsey, em 21 de março de 2006, marcando os primeiros passos da rede social há 15 anos.

Lançado ao público somente em 15 de julho de 2006, o site ainda viria a mudar de nome cerca de seis meses depois, adotando a grafia que conhecemos hoje: Twitter.

O pequeno texto marcou o nascimento da plataforma que hoje conta com mais de 190 milhões de usuários ativos por dia e tem grande popularidade nos setores político, econômico e jornalístico.

Nestes 15 anos, o Twitter tornou-se um ator chave no setor de mídia social, colecionando polêmicas.

Uma das últimas ocorreu em janeiro, quando a plataforma decidiu bloquear a conta do então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, uma de suas principais ferramentas de comunicação e onde acumulava 88 milhões de seguidores, por incitação à violência, após a invasão do Congresso por seus seguidores.

A exclusão do chefe de Estado suscitou aplausos e críticas, sinal do complexo equilíbrio entre neutralidade, defesa da liberdade de expressão e moderação com que as plataformas devem trabalhar.

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, defendeu sua decisão, mas admitiu que constituía um “fracasso” e um precedente “perigoso”.

No início de março, o chefe da rede social, com sede em São Francisco, anunciou a venda deste primeiro tuíte, por meio de um link para o site “Valuables”, onde os interessados podem enviar suas ofertas e adquirir um NFT.

Comprar esta mensagem significa adquirir “um certificado digital do tuíte, único porque foi assinado e verificado pelo criador”, explica o site de leilões, algo semelhante a um autógrafo.

No último domingo (21), havia uma oferta de cerca de US$ 2,5 milhões (R$ 13,7 milhões a cotação atual) para obtê-lo.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui