Preços do petróleo sobem com expectativa de estímulos e oferta mais apertada sob Biden | Economia

0
11


Empossado nesta quarta, Biden deve tomar medidas imediatas que poderiam restringir a atuação da indústria de petróleo norte-americana, incluindo um plano para reintegrar os EUA ao acordo climático de Paris, o cancelamento de uma permissão para o oleoduto Keystone XL e a suspensão de planos de exploração no Ártico.

Veja os destaques da cerimônia de posse de Joe Biden e Kamala Harris

Veja os destaques da cerimônia de posse de Joe Biden e Kamala Harris

O petróleo Brent fechou em alta de 0,18 dólar, a US$ 56,08 por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) avançou 0,26 dólar, para US$ 53,24 o barril.

Na terça-feira (19), a indicada de Biden para a Secretaria do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, pediu para os congressistas do país “agirem grande” nos gastos em alívio à pandemia de coronavírus, o que deu impulso aos preços do petróleo.

“Há novas expectativas em relação aos estímulos – há simplesmente um bom humor nos mercados em geral, um senso de avanço, de que a demanda vai se recuperar”, disse John Kilduff, sócio da Again Capital em Nova York.

“Acho que a administração Biden está deixando claro em seu primeiro dia que há um novo xerife na cidade e vamos voltar às políticas pró-energia verde e anti-combustíveis fósseis”, disse Phil Flynn, analista da Price Futures Group em Chicago.

“Isso vai significar preços mais altos e o mercado está começando a precificar essa realidade.”

Vídeos: Últimas notícias de economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui