PIS/Pasep 2021: valor alto está acumulado por falta de saques – Rede Jornal Contábil

0
108


Fonte: gov.br
Fonte: gov.br

O PIS/Pasep está com um acúmulo de R$ 22,8 bilhões referentes a cotas do antigo fundo dos programas. O valor está disponível para os trabalhadores sacarem. Em anos anteriores também os trabalhadores deixaram de sacar, estando livres para a retirada R$ 1,2 bilhão. Já R$ 500 milhões são referentes ao abono de 2021.

No dia 30 de junho deste ano foi encerrado os pagamentos do benefício pela Caixa Econômica Federal. Quem não sacou este ano o valor vai ter que esperar por 2022, já que o abono salarial queria pago a partir de julho de 2021 foi adiado para o ano que vem.

Abono salarial PIS/Pasep

Os trabalhadores com carteira assinada podem uma vez por ano realizar o saque do abono salarial no valor de um salário mínimo.

Quem pode receber o PIS/Pasep?

Para receber o abono salarial PIS/Pasep será necessário:

  • Estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base;
  • Ter exercido atividade remunerada para pessoa jurídica, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração;
  • Ter seus dados informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (Rais)/eSocial.

Como sacar o PIS/Pasep

Os trabalhadores que possuem conta na Caixa Econômica Federal recebem o abono creditado automaticamente. Sendo também possível movimentar o dinheiro pelo cartão da conta ou ainda pelo Internet Banking da Caixa.

Os trabalhadores que não possuem conta na Caixa, poderá receber o valor através de uma conta que será aberta no Caixa Tem (Conta Poupança Social Digital). Ou também, pode ser sacado com o cartão cidadão e senha nos caixas eletrônicos da estatal, ou na própria agência com um documento de identificação oficial.

Os servidores públicos têm direito de receber o Pasep pago pelo Banco do Brasil. Aqueles que forem cliente do BB, o valor será creditado automaticamente na conta. Outra alternativa, é movimentar o valor do abono através do aplicativo do Banco do Brasil.

PIS/Pasep 2020

Como o calendário de pagamento foi transferido para 2022, é possível que o abono salarial ano-base 2020 seja liberado no mês de fevereiro do ano que vem.



Fonte: R7