Petróleo Brent atinge maior nível desde março após acordo de oferta da Opep+ | Economia

0
22


O movimento significa que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e a Rússia, que formam um grupo conhecido como Opep+, passarão a cortar a oferta em 7,2 milhões de bpd a partir de janeiro, ou 7% da demanda global, ante cortes de 7,7 milhões de bpd promovidos atualmente.

Campo terrestre de exploração de petróleo da Petrobras no Nordeste — Foto: Divulgação

“Os mercados agora estão reagindo positivamente e os preços estão registrando uma leve alta, já que 500 mil bpd de oferta extra não é algo mortal para o equilíbrio”, disse Paola Rodriguez-Masiu, analista sênior de mercados de petróleo da Rystad Energy.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 0,46 dólar, ou 1,0%, a US$ 48,71 por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) avançou 0,36 dólar, ou 0,8%, para US$ 45,64 o barril, máxima de uma semana para o fechamento.

Já o nível de fechamento do Brent foi o mais elevado desde 5 de março –antes de a maior dos países impor “lockdowns” para restringir a disseminação do coronavírus.

“O rali do mercado para máximas de vários meses teve como base as expectativas de demanda geradas pela vacina e por estímulos, e não o controle de oferta da Opep”, opinou Robert Yawger, diretor de futuros de energia do Mizuho.

Vídeos: Últimas notícias de economia



Fonte: G1