Petrobras tem forte queda na Bovespa após pressão de Bolsonaro | Economia

0
18


O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera em queda nesta sexta-feira (19), com agentes repercutindo a pressão do presidente Jair Bolsonaro sobre a Petrobras, que anunciou novo reajuste de preços dos combustíveis.

Às 14h29, o Ibovespa tinha queda de 0,59%, a 118.490 pontos. Veja mais cotações.

Perto do mesmo horário, as ações preferenciais da Petrobras recuavam 6,53%, enquanto as ordinárias caíam 7,88%.

Diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) comenta reajuste dos combustíveis
Diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) comenta reajuste dos combustíveis

9 min Diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) comenta reajuste dos combustíveis

Diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) comenta reajuste dos combustíveis

O diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, Adriano Pires, comenta o reajuste nos preços dos combustíveis que passa a valer nesta sexta-feira (19).

Na quinta-feira, a bolsa fechou em baixa de 0,96%, a 119.199 pontos. Na parcial do mês, o Ibovespa acumula avanço de 3,59%. No ano, tem alta de 0,15%.

Camarotti analisa o que deve pesar na decisão da Câmara sobre a prisão de Daniel Silveira
Camarotti analisa o que deve pesar na decisão da Câmara sobre a prisão de Daniel Silveira

3 min Camarotti analisa o que deve pesar na decisão da Câmara sobre a prisão de Daniel Silveira

Camarotti analisa o que deve pesar na decisão da Câmara sobre a prisão de Daniel Silveira

“Existe um movimento grande, principalmente na Mesa Diretora da Câmara, de evitar a votação em plenário sobre a decisão do STF, que manteve a prisão de Daniel Silveira por unanimidade. Esse é o movimento da Câmara porque acham que uma votação terá desgaste e ainda tem indefinição do placar”, analisa Camarotti.

No Brasil, o mercado avalia a pressão do presidente Jair Bolsonaro sobre a Petrobras, que anunciou, na véspera, mais uma alta nos preços dos combustíveis. Também na quinta, Bolsonaro anunciou que irá zerar, a partir de 1º de março, impostos federais sobre o gás de cozinha e o diesel. Não foi informado, porém, o impacto estimado das medidas sobre a arrecadação do governo e os mecanismos de compensação.

Bolsonaro disse também que alguma coisa “vai acontecer” na Petrobras nos próximos dias, mas não deu detalhes.

Os investidores também continuaram de olho nas discussões em torno de mais gastos com auxílio emergencial para a população vulnerável, em meio às preocupações com a saúde das contas públicas e rompimento do teto de gastos – considerado a âncora fiscal do país neste momento.

No radar do mercado também está a trajetória da taxa básica dos juros, com parte dos analistas apostando em uma alta já na próxima reunião do Banco Central que nos dias 16 e 17 de março.

Variação do Ibovespa em 2021 — Foto: G1 Economia

VÍDEOS: Últimas notícias de Economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui