Petrobras posterga dividendos em meio a pandemia e choque de preços do petróleo

15



Data de pagamento aos acionistas foi alterada de 20 de maio para 15 de dezembro. Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro
Sergio Moraes/Reuters
A estatal Petrobras informou que seu conselho de administração decidiu alterar a data de pagamento de dividendos remanescentes aos acionistas de 20 de maio para 15 de dezembro, segundo fato relevante nesta quinta-feira (26).
“A postergação do pagamento dos dividendos é uma das medidas adotadas pela companhia para preservação de seu caixa, em função da pandemia do Covid-19 (coronavírus) e do choque de preços de petróleo”, afirmou a companhia.
O montante a ser pago em dividendos, referentes a 2019, é de R$ 1,7 bilhão para detentores de ações ordinárias e R$ 2,5 milhões para as ações preferenciais.
O Conselho também aprovou a alteração da data da realização da assembleia geral de acionistas do dia 22 de abril para o dia 27 de abril.


Fonte: G1