Petrobras está preparada para cenário de preço baixo do petróleo, diz Castello Branco

0
16



Segundo o presidente da estatal, pandemia provocada pelo coronavírus ainda traz uma série de incertezas para atividade global e cotação do petróleo. O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou nesta sexta-feira (31) que a companhia está preparada para lidar com um cenário de preço baixo do petróleo.
Cerimônia de posse de Roberto Castello Branco como presidente da Petrobras, no Edifício Sede da companhia, no Rio de Janeiro
Sergio Moraes/Reuters
Com a crise provocada pela pandemia, a cotação do petróleo despencou neste ano e afetou o desempenho da Petrobras. Na quinta-feira (30), a companhia informou que registrou prejuízo de R$ 2,7 bilhões no segundo trimestre.
“Não podemos esperar por preços mais altos de petróleo para resolvemos nossos problemas”, afirmou Castello Branco em entrevista coletiva. “Estamos preparados para um ambiente de preços mais baixos do que os atuais para poder sobrevier e continuar a gerar valor.”
Segundo Castello Branco, a pandemia de coronavírus ainda traz um série de incertezas para o desempenho da atividade global e, consequentemente, para a cotação do petróleo. “Fazer previsões sobre preço de petróleo, especialmente para os próximos meses, é extremamente difícil”, disse.
“Apesar de uma aparente melhoria, existem muitas incertezas. Vamos lembrar que estamos vivendo uma recessão global. A Covid-19 ainda está presente não só no Brasil, mas em diversos países. Ela não foi dominada e ainda é um risco que impõe limitações para a atividade econômica.”
PIB dos EUA sofre forte queda por causa da pandemia
A crise provocada pelo coronavírus já fez a Petrobras revisar o preço de vários de seus ativos. No primeiro trimestre, quando registrou prejuízo de R$ 48,5 bilhões, a empresa reconheceu R$ 65,3 bilhões em impairments.
A estatal voltou a reforçar nesta sexta-feira que segue com as metas de reduzir o seu endividamento para US$ 60 bilhões e de promover um desinvestimento de US$ 20 a US$ 30 bilhões, mesmo com a cotação mais baixa do petróleo.


Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui