Pescadores se deparam com onça-pintada durante travessia de rio no Pará


Relatos de encontros inesperados entre animais selvagens e pessoas que se aventuram em regiões remotas e densamente florestadas do interior do país têm aumento recentemente.

Cobras de diferentes tamanhos, como jiboias e sucuris, têm sido avistadas com mais frequência, assim como a presença de felinos.

Um caso recente ocorreu no último final de semana, quando um trio de pescadores se deparou com uma onça pintada atravessando o rio Camela, afluente do rio Xingu, no Pará.

Um vídeo desse encontro inusitado foi registrado e compartilhado nas redes sociais, gerando grande repercussão.

Inicialmente, eles acreditaram que se tratava de uma anta ou capivara, animais comuns naquela região. No entanto, assim que se aproximaram, perceberam que estavam diante de uma onça.

Embora tenham sentido uma mistura de apreensão e cautela, o grupo não conseguiu conter sua admiração e registrou o momento raro de estar tão próximo do animal selvagem.

Outro caso envolvendo onça-pintada

Pescadores se deparam com onça durante travessia de rio, no sul do ParáPescadores se deparam com onça durante travessia de rio, no sul do Pará
Encontrar um animal selvagem desse porte causa apreensão, pois há sempre dúvidas em relação ao comportamento do animal. Foto Reprodução

Para os pescadores Alailton Pereira e o advogado Remilson Aires, encontrar um animal selvagem desse porte causa apreensão, pois há sempre dúvidas em relação ao comportamento, devido ao histórico de ataques.

No entanto, especialistas afirmam que na maioria das vezes esses animais não têm a intenção de se aproximar dos humanos e costumam manter uma distância segura. O encontro inesperado pode ocorrer por impulso, mas ataques de onças são raros. O maior número de incidentes envolve javalis, devido ao seu temperamento agressivo.

Outra situação atípica ocorreu no estado do Mato Grosso, envolvendo mais uma vez a presença de uma onça-pintada em um barco de pescadores. Na ocasião, o animal se aproximou dos pescadores para pegar os peixes dentro do barco.

Um dos pescadores comentou: “Temos que pescar para nós e para ela”, evidenciando o respeito e a admiração pela presença majestosa da onça-pintada.

Recomendações

Pescadores se deparam com onça durante travessia de rio, no sul do ParáPescadores se deparam com onça durante travessia de rio, no sul do Pará
Segundo o Instituto Onça Pintada, a principal ameaça à espécie não é necessariamente o desmatamento. Foto: Reprodução

Uma recomendação importante é fazer barulho ao adentrar em áreas de mata, caso haja medo ou receio. Isso serve para afugentar os animais, que geralmente fogem ao perceber a presença humana. Pequenos fogos de artifício e bombinhas podem ser utilizados para esse fim. Em acampamentos, é recomendável manter o local iluminado com fogueiras ou improvisar um candeeiro.

Segundo o Instituto Onça Pintada, a principal ameaça à espécie não é necessariamente o desmatamento, pois o código florestal estabelece a obrigatoriedade de reserva ambiental nas propriedades rurais.





Portal Agro2