Parcelas de pagamento do Fies estão suspensas por causa de pandemia do coronavírus

0
594




Medida vale tanto para estudantes que ainda estão na graduação, quanto para os que já concluíram o curso. Reprodução do site do Fies
Reprodução site Fies
As próximas parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) não precisarão ser pagas por enquanto, por causa da crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus.
Segundo publicação do Diário Oficial da União, nesta sexta-feira (15), a medida vale tanto para estudantes que ainda estão na graduação, quanto para os que já concluíram o curso e estão pagando as parcelas do financiamento.
Superguia do Fies e financiamentos universitários: veja simulações, tire dúvidas e avalie riscos antes da dívida
O número de parcelas suspensas dependerá do perfil do estudante. Veja as regras:
alunos com contratos em fase de utilização ou de carência (que estão ainda na faculdade ou nos 18 meses após sua conclusão): duas parcelas;
graduados, em fase de amortização (que se formaram há mais de 1 ano e meio e que estão pagando o financiamento): quatro parcelas.
Segundo a decisão do governo, os prazos podem ser prorrogados.
O que é o Fies
O Fies é um programa de financiamento de mensalidades em universidades privadas. Podem se inscrever aqueles que tiverem prestado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que se encaixem nos critérios socioeconômicos exigidos.
Há dois tipos, atualmente, de financiamento:
Na modalidade Fies, são oferecidas vagas com juro zero para os estudantes com uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos (R$ 3.135 – pelo salário mínimo nacional).
Já a modalidade P-Fies se destina a estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos (R$ 5.225 – pelo salário mínimo nacional). Eles podem receber um empréstimo a juros relativamente baixos, variando de acordo com o banco que atua como agente financeiro.
Vale lembrar que, em dezembro de 2019, o governo anunciou mudanças nos dois programas, mas elas só serão válidas no segundo semestre deste ano para o P-Fies e a partir de 2021, para o Fies.
Vídeo
Assista ao vídeo para entender no que você deve pensar antes de aderir ao Fies:
7 perguntas para não cair em uma cilada no Fies



Fonte: G1