O homem que ganhou R$ 1,2 mi na loteria mas não consegue resgatar o prêmio | Economia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Um argelino que ganhou 250 mil euros (na cotação atual, R$ 1,2 milhão) em uma raspadinha comprada por 5 euros na Bélgica não consegue resgatar o prêmio lotérico por culpa de sua situação migratória.

O prêmio é muito grande para ser pago em dinheiro; e o argelino, em situação irregular, não conseguiu até agora os documentos necessários para abrir uma conta bancária.

O vencedor da raspadinha disse que sonha em usar os 250 mil euros para construir uma vida na Bélgica.

“Quando receber o dinheiro, vou comprar um lugar para viver em Bruxelas. E quem sabe um carro”, afirmou o homem de 28 anos – cuja identidade não foi revelada – ao jornal local Het Laatste Nieuws.

Sem documentos de identidade regulares ou um endereço fixo, ele não pôde abrir a conta bancária necessária para receber a premiação, queixa-se seu advogado, Alexander Verstraete.

“Estamos buscando os documentos que provam sua identidade. Teremos que fazer contato com a família dele na Argélia”, declarou Verstraete à agência France Presse.

Um porta-voz da loteria não especificou à AFP quais documentos serão exigidos para conceder a premiação.

Um dos amigos do argelino tentou – por estar em situação migratória regular – receber o prêmio em seu nome, diretamente na sede da loteria em Bruxelas – o que é obrigatório para qualquer prêmio acima de 100 mil euros.

Mas ele e outros dois homens acabaram detidos pela polícia durante uma noite, sob suspeita de terem roubado a raspadinha premiada. Foram libertados após explicarem a situação.

Agora, a raspadinha está sob custódia da Justiça da cidade de Bruges, perto do porto de Zeebruge, onde foi adquirida.

O advogado Verstraete afirma que autoridades prometeram não deportar o vencedor até que ele receba seu dinheiro.

O homem havia saído da Argélia quatro meses atrás, em um trajeto de barco até a Espanha, segundo a imprensa belga. Ele havia seguido a pé da Espanha até a França, antes de ter partido rumo à Bélgica.

Seu objetivo inicial era migrar para o Reino Unido, mas agora ele pretende se estabelecer na Bélgica e formar uma família.

“Vou procurar uma esposa”, ele disse ao Het Laatste Nieuws. “Mas não vou procurar uma com meu dinheiro, mas sim com meu coração.”



Fonte:G1