Milton Maluhy Filho assume a presidência do Itaú a partir de fevereiro | Economia

0
20


O conselho de administração do banco Itaú Unibanco decidiu nesta quinta-feira (29) escolher Milton Maluhy Filho para assumir a presidência da companhia a partir de fevereiro do ano que vem.

Maluhy Filho vai substituir Candido Bracher, que completará 62 anos — idade limite para continuar no cargo — em dezembro.

Milton Maluhy Filho assume presidência do Itaú Unibanco — Foto: Divulgação

“Durante os próximos 3 meses, Candido e Milton conduzirão um processo de transição e a investidura efetiva do Milton nas novas funções se dará em 02 de fevereiro de 2021”, informou o banco em comunicado enviado para os funcionários nesta quinta.

Milton tem 44 anos e está no banco desde janeiro de 2002. Ele ocupou diversos cargos na empresa. Já foi diretor-executivo da Rede e de Cartões, presidente do banco no Chile e vice-presidente da área de riscos e finanças.

“Em todas estas posições sempre se destacou pela determinação na busca de resultados, pelo foco no interesse do cliente, pela capacidade de criar equipes produtivas e harmoniosas e pela grande identificação com a nossa cultura, o que o levou à posição de sócio do banco em 2011, aos 35 anos”, disse o Itaú no comunicado.

A escolha de Maluhy Filho mostra a guinada do Itaú Unibanco ao escolher um líder mais jovem do que seus antecessores para comandar a maior instituição financeira da América Latina num momento de profunda transformação no ambiente competitivo do setor bancário no Brasil.

O banco mencionou esse cenário no comunicado, citando que “a digitalização de nossas operações e a busca incansável do crescimento em um contexto competitivo particularmente dinâmico, exigirá de todos a dose certa de ousadia, inovação e experimentalismo” como prioridades.

O anúncio ocorre às vésperas da divulgação do resultado trimestral do Itaú Unibanco, na próxima terça-feira (3/11), quando deve atualizar os efeitos da crise da pandemia da Covid-19 sobre os negócios da instituição.

Vídeos: Veja as últimas notícias de economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui