Milho e soja ficam próximos de máxima de 2 semanas com preocupações sobre clima nos EUA

0
16


Por Julie Ingwersen

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do milho e da soja dos Estados Unidos atingiram a máxima em quase duas semanas nesta quarta-feira, com previsões apontando para clima seco no cinturão de milho do Meio-Oeste na próxima semana e uma seca contínua nas Planícies do Norte, ameaçando perspectivas de safra, afirmaram analistas.

O milho para dezembro negociado em Chicago fechou em alta de 18 centavos, a 5,5875 dólares por bushel, após atingir 5,6275 dólares, a máxima desde 2 de julho.

A soja para agosto fechou em alta de 38,25 centavos, a 14,53 dólares o bushel, com a nova safra de novembro em alta de 31,50 centavos, a 13,8325 dólares.

“A previsão de duas semanas simplesmente não inclui as chuvas para as planícies do norte e Canadá”, disse Dan Cekander, presidente da DC Analysis. Embora as perspectivas mostrem chuvas benéficas nesta semana em partes do cinturão de milho do meio-oeste, algumas áreas podem ficar de fora.

Os futuros do trigo de primavera negociados em Mineápolis avançaram, com o contrato referência para setembro com alta de 11 centavos de dólar, a 8,7275 dólares o bushel.

Os futuros do trigo soft vermelho de inverno registraram ganhos ainda maiores, com o contrato de setembro avançando 20,50 centavos de dólar, para fechar a 6,5425 dólares o bushel, refletindo a cobertura de posições vendidas por fundos. Fundos de commodities mantêm uma posição líquida vendida em trigo na bolsa de Chicago, deixando o mercado sujeito a rodadas de coberturas de vendidos.

(Reportagem Adicional de Nigel Hunt em Londres e Naveen Thukral em Cingapura)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6D1C8-BASEIMAGE










Fonte: Mix Vale