Microfranquia ajuda professores de educação física a dar aulas à distância | Pequenas Empresas & Grandes Negócios

0
40


O isolamento social para combater à Covid-19 acarreta em um outro problema de saúde: o sedentarismo das pessoas que não podem mais sair de casa para a prática de exercícios.

Pensando neste problema, uma microfranquia da academia online nasceu nos primeiros meses de pandemia com investimento de R$ 120 mil. A ideia foi do Helder Montenegro, que mora em Fortaleza e do Paulo Gentil, morador de Goiânia.

Por causa da distância e da necessidade de isolamento social, os dois empresários estruturaram todo o negócio com conversas por telefone ou online. A microfranquia foi lançada em julho e já tem 162 franqueados.

“Experiência que nunca tinha vivido. Encontrei sócio que eu não conhecia e abrimos uma empresa de forma remota. Os contadores já tudo no modelo digital”, relembra Helder Montenegro, um dos sócios da franquia.

O investimento é de R$ 3.600 e após três meses, um terço de salário mínimo como royalties. O contrato inclui treinamento, suporte em gestão, marketing digital e tem até cenário personalizado de academia para montar em casa.

Quando as academias fecharam as portas por causa da pandemia, o educador físico Rafael Mafei precisou fazer uma mudança radical na agenda. E investiu na compra de uma microfranquia de personal online.

“Minha agenda cresceu durante pandemia. A demanda cresceu, alunos treinando e gostando, e muitos nem querem mais voltar pra academia”, afirma Rafael Mafei.

O preço das aulas depende do número de sessões. Rafael tem 30 alunos, sete contrataram o serviço depois que ele se tornou microfranqueado. Em cinco meses, ele já recuperou o investimento.

Conheça empreendedores que estão superando a crise



Fonte: G1