Merkel quer acelerar com Biden discussão sobre tributação de gigantes da internet | Tecnologia

0
16


A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta terça-feira (26) que espera intensificar com o governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, os trabalhos para criação de um imposto mínimo sobre companhias que atuam na internet.

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revelou em 2020 a primeira grande revisão em uma geração das regras internacionais de tributação de empresas transnacionais como Google, Apple e Facebook.

“Espero que com o novo governo dos EUA possamos continuar e intensificar o trabalho da OCDE sobre a taxação de companhias digitais”, afirmou Merkel durante encontro online do Fórum Econômico Mundial.

Em julho de 2019, o parlamento da França aprovou um imposto de 3% sobre o volume de negócios dos gigantes digitais, fazendo do país um pioneira na tributação de grandes grupos digitais.

O Ministério da Economia da França aprovou em novembro passado a cobrança do tributo. A medida aconteceu mesmo com a possibilidade de sanções dos EUA.

Washington, ainda sob o governo de Donald Trump, considerava esse imposto discriminatório contra as empresas americanas, e ameaçou aplicação de taxas alfandegárias de 100% sobre certos produtos franceses, como queijo, ou produtos de beleza.

As grandes empresas de tecnologia estão sob investigação nos EUA por supostos abusos de poder. Em outubro passado, uma Comissão do Congresso americano apontou práticas anticompetitivas de Apple, Amazon, Facebook e Google.

Um relatório dizia que as grandes empresas de tecnologia “se tornaram os tipos de monopólios vistos pela última vez na era dos barões do petróleo e magnatas das ferrovias”. As companhias negam que prejudiquem competição no setor.

Até agora, Google e Facebook foram processados por monopólio nos EUA. A gigante das buscas foi alvo de três ações judiciais diferentes, enquanto a rede social de Mark Zuckerberg foi acusada de manter seu domínio nas redes sociais usando conduta anticompetitiva.

Veja os vídeos mais assistidos do G1



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui