“Mendigo pegador” vira tema de jogo NFT com criptomoedas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Um novo jogo NFT ligado ao metaverso que surgiu nos últimos dias tem um tema de “mendigo” que foge de um marido nervoso. E o mecanismo do novo jogo é muito similar ao caso ocorrido em Planaltina no Brasil, com a figura de Givaldo Alves.

Na situação, que ainda é apurada pela polícia civil, um mendigo teve relações amorosas aparentemente consensuais com uma mulher casada, dentro de um veículo em via pública. A situação acabou flagrada pelo marido dela, um personal trainer que acabou agredindo fisicamente o morador de rua.

Ao ganhar fama com o episódio, o ex-morador de rua Givaldo Alves acabou se destacando em redes sociais, ganhando um apartamento de um influencer que tem um passado ligado a pirâmides de criptomoedas no Brasil.

Dessa forma, ele agora ostenta uma vida de luxo e viu sua imagem ser utilizada para criação de vários tokens de criptomoedas memes, situação perigosa para investidores sérios.

Mendigame
Mendigame

“Mendigo” vira tema de jogo NFT do metaverso

Criada no dia 25 de abril, uma página do Facebook divulgou o lançamento do “MendiGame”, uma novidade para lá de esquisita.

Isso porque, o jogo todo se baseia em apenas três personagens, o Mendigo, a Maria Bonita e Rony Bravo. Para jogar o game, os interessados devem comprar um dos personagens, comercializados via Box e podendo ser Comum, Raro, Super Raro, Épico ou Lendário.

Caso o jogador tenha dois personagens e faça o “cruzamento” deles, poderá ter uma chance de obter um NFT Super Lendário.

“MendiGame é uma fuga maluca e divertidíssima, da qual o nosso mendigo sapeca tem que fugir do Rony Bravo para evitar tomar umas palmadas, e de Maria Bonita para evitar umas beijocas.”

Além de comprar os NFTs dos personagens, os jogadores devem comprar os itens que abastecem a corrida. No caso do Mendigo, é necessário comprar “sopa”, sendo “whey-protein” para o Rony Bravo e “maquiagem” para a Maria Bonita.

Mendigame
Mendigame

Token do jogo é chamado “Esmola”

Em jogos NFT como o Axie Infinity, por exemplo, os jogadores são recompensados com tokens, como o SLP. No caso do MendiGame, o token base será o “Esmola”, com previsão de lançamento em maio, de acordo com o roadmap do projeto.

Embora o nome e tokenomics tenha sido divulgado, a rede do projeto não foi revelada ainda. O projeto afirma que será auditado pela Certik, empresa famosa em auditoria de contratos inteligentes, mas essa informação não consta no site da empresa, segundo apuração do Livecoins.

Token Esmola será o principal do MendiGame
Token Esmola será o principal do MendiGame. Reprodução.

O fundador citado pela página é Cristiano Santiago, de apenas 23 anos, que afirma ser fã da tecnologia das criptomoedas, embora reconheça que não é conhecido no mercado ainda.

O problema dos jogos com criptomoedas

É importante destacar que o mercado de jogos NFTs e metaverso tem se mostrado insustentável nos últimos meses. Muitos games que chegaram ao mercado entregaram pouco do muito que prometeram, não conseguindo se manter por muitos meses.

Um deles foi a família de jogos CryptoCars, CryptoPlanes e CryptoGuards, que planejou um metaverso considerado promissor por muitos analistas de NFTs, mas entregou apenas um gigantesco prejuízo aos seus gamers, inclusive brasileiros.

Até o Axie Infinity tem mostrado problemas para manter sua base de gamers fiel, após ver seu token AXS despencar 81% nos últimos seis meses, além da queda brutal do SLP, de 97% em 10 meses.

Ou seja, ainda que o tema possa chamar atenção de muitas pessoas no Brasil, jogos NFTs são considerados investimentos de altíssimo risco, sendo impossível prever quanto tempo pode durar ou se será realmente lançado.





Fonte: R7