McConnell oferece extensão de teto da dívida dos EUA até dezembro

0
7


Por Richard Cowan e David Morgan

WASHINGTON (Reuters) – O principal republicano do Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnell, disse nesta quarta-feira que seu partido apoiaria uma extensão do teto da dívida federal até dezembro, medida que impediria um calote histórico com um pesado tributo econômico.

Isso poderia servir de rampa para um impasse de meses entre os democratas do presidente Joe Biden e os republicanos de McConnell, que, esperava-se, bloqueariam nesta quarta-feira uma terceira tentativa dos democratas do Senado de elevar o teto da dívida, atualmente em 28,4 trilhões de dólares.

“Para proteger o povo norte-americano de uma crise de curto prazo criada pelos democratas, também permitiremos que os democratas usem procedimentos normais para aprovar uma extensão de limite de dívida de emergência em um valor fixo em dólares para cobrir os níveis de gastos atuais em dezembro”, disse McConnell em comunicado nesta quarta-feira.

A votação processual da tarde desta quarta-feira visa permitir ao Senado iniciar o debate de um projeto de lei que suspenderia o limite da dívida até dezembro de 2022, após as eleições que determinarão o controle do Congresso pelos próximos dois anos.

Isso foi aprovado na Câmara dos Deputados, controlada pelos democratas, na semana passada, mas os republicanos a protelaram no Senado com a obstrução.

Sem uma resolução rápida, alguns serviços do governo podem ser suspensos, como a entrega de cheques de benefícios da Previdência Social.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH950ZL-BASEIMAGE










Fonte: Mix Vale