Lucro de R$ 59,9 bilhões da Petrobras no 4º trimestre é recorde entre empresas brasileiras | Economia

0
15


O lucro líquido de R$ 59,9 bilhões reportado pela Petrobras no 4º trimestre de 2020 é o maior já registrado num trimestre por empresas brasileiras de capital aberto, segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica.

Até então, o maior lucro trimestral a Petrobras tinha sido o do 2º trimestre de 2019, quando a petroleira registrou um ganho de R$ 18,8 bilhões.

Ranking dos maiores lucros trimestrais já registrados por empresas de capital aberto — Foto: Divulgação/Economatica

Segundo a Economatica, o resultado da Petrobras nos 3 último meses de 2020 é tanto recorde nominal como também quando se ajusta os valores dos maiores lucros da história pela inflação.

Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras: “Conseguimos reduzir dívidas mesmo num ano desafiador”
Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras: “Conseguimos reduzir dívidas mesmo num ano desafiador”

Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras: “Conseguimos reduzir dívidas mesmo num ano desafiador”

O segundo maior lucro trimestral já registrado foi o da Oi, que reportou R$ 30,5 bilhões no 1º trimestre de 2018, ou R$ 34,3 bilhões em valores ajustadas pela inflação medida pelo IPCA. Na ocasião, o resultado da empresa foi fortemente favorecido pela da reestruturação da dívida aprovada em processo de recuperação judicial.

O levantamento analisou os maiores lucros trimestrais das empresas brasileiras de capital aberto do ano de 1986 até dezembro de 2020.

Resultados da Petrobras

Lucros e prejuízos nos últimos trimestres, em R$ bilhões

Fonte: Petrobras e Economatica

Petrobras encerrou 2020 com lucro de R$ 7 bilhões

Apesar do resultado recorde no 4º trimestre, a Petrobras encerrou 2020 com um lucro líquido de R$ 7 bilhões em 2020, o que representa uma queda de 82,3% na comparação com o ano anterior.

Em 2019, a estatal tinha registrado lucro líquido de R$ 40,1 bilhões – o maior lucro nominal da história da companhia e também entre as empresas de capital aberto na bolsa de valores brasileira.

Segundo destacou a Petrobras em seu balanço, o lucro elevado no 4º trimestre foi influenciado principalmente por uma reversão de baixa contábil realizada nos trimestres anteriores, no montante de R$ 31 bilhões, “como resultado das novas curvas de preço do Brent e de câmbio aprovadas no Plano Estratégico 2021-25, bem como pela revisão do portfólio de projetos.

“Desconsiderando os efeitos não recorrentes, o lucro líquido ainda seria positivo em R$ 29 bilhões [no 4º trimestre]”, informou a Petrobras.

Já a dívida total líquida da empresa subiu pelo segundo ano seguido, alcançando R$ 328,2 bilhões no final de 2020, alta de 11,8% na comparação com 2019 (R$ 317,8 bilhões), segundo a Economatica. O caixa da empresa, no entanto, aumentou 93% na comparação anual, atingindo R$ 64,2 bilhões no final de 2020.

A companhia anunciou na véspera também o pagamento de R$ 10,3 bilhões aos acionistas, sob a forma de dividendos, equivalente a R$ 0,787446 por ação ordinária e preferencial em circulação, com base no resultado anual de 2020.

A Petrobras realiza teleconferência nesta quinta-feira para comentar os resultados de 2020. Este deve ser o último resultado financeiro da estatal sob o comando de Roberto Castello Branco, que deverá ser substituído em março após o presidente Jair Bolsonaro decidir indicar o general Joaquim Silva e Luna para assumir a presidência da petroleira.

Na véspera, as ações da Petrobras fecharam em leve alta, mas ainda sem recuperar as perdas acumuladas desde sexta-feira (19).

A estatal encerrou o pregão com um valor de mercado de R$ 323,6 bilhões, 16% abaixo do que valia na bolsa ao do final de 2020.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui