LinkedIn anuncia fim dos stories por entender que usuários querem manter vídeos nos perfis | Tecnologia

0
15


O LinkedIn anunciou nesta terça-feira (31) que vai encerrar seu recurso de stories. A empresa afirmou que ele permanecerá ativo até o final de setembro, quando seu lançamento para todos os usuários completará um ano.

Em 2020, quando liberou os stories, a empresa afirmou que o objetivo era oferecer uma maneira dos usuários compartilharem momentos de suas vidas profissionais sem se preocuparem se o conteúdo permanecerá em seus perfis para sempre.

Agora, a diretora sênior de produto do LinkedIn, Liz Li, disse que a plataforma identificou que os usuários querem que os vídeos continuem em seus perfis, não desapareçam.

“Ao desenvolver os stories, presumimos que as pessoas não gostariam de vídeos informais ligados aos seus perfis e que a efemeridade reduziria as barreiras que as pessoas sentem ao postar”, afirmou a executiva, em seu perfil na rede social.

“Acontece que vocês desejam criar vídeos duradouros que contem suas histórias profissionais de uma forma mais pessoal e que mostre sua personalidade e experiência”, continuou.

Segundo ela, o LinkedIn percebeu que os usuários querem mais recursos criativos na plataforma para criar vídeos em um contexto profissional.

Pensando nisso, a rede social trabalha em uma nova experiência de vídeos. A ideia, de acordo com a executiva, é evoluir o formato dos stories para um que seja mais “rico” e “comunicativo”.

A decisão de encerrar a versão dos stories também foi tomada pelo Twitter. Em julho de 2020, a rede social afirmou que o Fleets foi descontinuado por falta de interesse.

O recurso chegou ao fim oito meses após ter chegado para todos os usuários. No Brasil, os testes começaram antes, em março de 2020.

Ao anunciar que encerraria o Fleets, o Twitter afirmou que estava “trabalhando em coisas novas” e que iria “focar em melhorar outras partes” do aplicativo.

Depois que Snapchat e Instagram liberaram recursos em que fotos e vídeos desaparecem depois de 24 horas, outras plataformas passaram a apostar no formato. Hoje, os stories também estão disponíveis em serviços como YouTube e Facebook.

Saiba como se proteger de golpes no WhatsApp

Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger

Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger



Fonte:G1