Lance de US$ 28 milhões vence vaga para acompanhar Bezos em viagem espacial | Ciência e Saúde

0
13


Uma vaga para acompanhar o bilionário Jeff Bezos em uma viagem espacial saiu por US$ 28 milhões durante um leilão ao vivo neste sábado (12), concluindo o processo de licitação para a inauguração do Blue Origin no próximo mês.

Quatro minutos após a abertura do leilão de telefones ao vivo no sábado, os lances ultrapassaram US$ 20 milhões. O leilão foi encerrado sete minutos após abertura. A identidade do vencedor — presumivelmente um ultra-rico aficionado pelo espaço — não foi divulgada imediatamente.

O voo automatizado será o 16º da empresa, mas será o primeiro com humanos a bordo.

O lançamento, em 20 de julho, pelo sistema New Shepard da Blue Origin, no oeste do Texas (EUA), será um momento importante, uma vez que empresas dos EUA se empenham em uma nova era de viagens espaciais comerciais privadas.

Antes da viagem, os passageiros terão de consultar um médico sobre suas condições de saúde para voar em um New Shepard. Além disso, precisam suportar forças gravitacionais de até 5,5 vezes o seu peso normal durante a descida e três vezes o peso por até dois minutos na subida.

Por conta dos riscos, os viajantes deverão assinar um termo para reconhecer os riscos de uma viagem espacial.

New Shepard opera em uma zona desértica do Texas — Foto: Blue Origin via BBC

O fundador da Blue Origin e executivo da Amazon.com Inc, Bezos, o homem mais rico do mundo e um entusiasta do espaço ao longo da vida, tem competido contra seus companheiros aspirantes a bilionários aeronautas Richard Branson e Elon Musk para ser o primeiro dos três a viajar além da atmosfera da Terra.

“Ver a Terra do espaço muda você. Muda sua relação com este planeta, com a humanidade”, disse Bezos, em um vídeo antes do leilão final, acrescentando que seu irmão Mark se juntará a ele na viagem.

Como o processo de licitação de um mês que conduziu ao leilão ao vivo foi encerrado na quinta-feira (10), o valor vencedor foi de US$ 4,8 milhões, alimentado por inscrições de mais de 6 mil pessoas de pelo menos 143 países, disse a Blue Origin.

“Colocar o homem mais rico do mundo e uma das figuras mais reconhecidas dos negócios no espaço é uma propaganda massiva do espaço como um domínio para exploração, industrialização e investimento”, disse Adam Jonas, analista do Morgan Stanley, a clientes no início deste mês.



Fonte: G1