Inflação dos mais pobres desacelera em janeiro e passa a acumular alta de 5,87% em 12 meses, aponta FGV | Economia

0
8


O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) – que mede a variação de preços de produtos e serviços para famílias com renda entre um e 2,5 salários mínimos – desacelerou para uma alta de 0,15% em janeiro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (5) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Em dezembro, a inflação da baixa tinha registrado uma variação de 1,39%.

Com o resultado de janeiro, o indicador passou a acumular alta de 5,87% nos últimos 12 meses.

Inflação da baixa renda – IPC-C1 — Foto: Economia G1

Já o IPC-Br, que mede a variação de preços para famílias com renda de 1 a 33 salários mínimos mensais, teve variação de 0,27% em janeiro. Em 12 meses, a taxa do indicador ficou em 4,84%, se mantendo abaixo do nível registrado pelo IPC-C1.

Principais influências de alta no mês

  • gasolina: 2,48%
  • curso de ensino fundamental: 6,63%
  • gás de bujão: 2,14%
  • curso de ensino superior: 4,19%
  • batata-inglesa: 9,19%

Inflação por componentes

De acordo com a FGV, 5 das 8 classes de despesas registraram decréscimo em suas taxas de variação na passagem de dezembro para janeiro: Habitação (3,21% para -1,37%), Alimentação (1,59% para 1,19%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,39% para 0,22%), Transportes (0,73% para 0,64%) e Comunicação (0,01% para -0,07%).

Em contrapartida, os grupos Educação, Leitura e Recreação (-0,20% para 0,68%), Despesas Diversas (0,23% para 0,38%) e Vestuário (0,44% para 0,52%) apresentaram avanço em suas taxas de variação.

Paulistanos têm dificuldades pra equilibrar contas com alta da inflação
Paulistanos têm dificuldades pra equilibrar contas com alta da inflação

11 min Paulistanos têm dificuldades pra equilibrar contas com alta da inflação

Paulistanos têm dificuldades pra equilibrar contas com alta da inflação

Alimentação é um dos itens que mais pesam nos orçamentos familiares.

Vídeos: veja mais notícias de economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui