Índice europeu de ações recua pressionado por setor de luxo após PIB mais fraco na China

0
8


Por Anisha Sircar e Sruthi Shankar

(Reuters) – As ações europeias fecharam em queda nesta segunda-feira, após dados de crescimento mais fraco que o esperado da China golpearem papéis de empresas do setor de luxo, enquanto um aumento implacável nos preços das commodities alimentou temores sobre uma espiral de inflação.

O índice pan-europeu STOXX 600 caiu 0,5%, depois de um início otimista da temporada de balanços trimestrais ter garantido na sexta-feira seu desempenho semanal mais forte desde março. O índice caiu após três sessões consecutivas de ganhos, quando acumulou alta de cerca de 2,7%.

As ações caíram globalmente depois de dados mostrarem que a economia da China registrou seu ritmo de crescimento mais lento em um ano no terceiro trimestre, prejudicada por cortes de energia, gargalos na cadeia de suprimentos e grandes perturbações no mercado imobiliário.

Expostas à China, as ações de luxo LVMH, Kering e Hermes caíram entre 1,4% e 2,4%, também prejudicadas pelo pedido do presidente chinês, Xi Jinping, para a expansão de um imposto sobre o consumo.

Mas analistas esperam que as empresas europeias reportem um salto de quase 47% nos lucros do terceiro trimestre, de acordo com dados do IBES, da Refinitiv. Esses números foram revisados ​​para cima nos últimos dias, ajudando o STOXX 600 a mirar seu recorde de agosto.

“Quando olhamos para as perspectivas nos próximos 12 meses, as avaliações podem cair um pouco, mas não o suficiente para compensar o movimento de alta que vemos nos lucros, e isso deve ser bastante positivo”, disse Michael Bell, estrategista de mercado global na JP Morgan Asset Management.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,42%, a 7.203,83 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,72%, a 15.474,47 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,81%, a 6.673,10 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,83%, a 26.268,62 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,68%, a 8.936,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,70%, a 5.619,21 pontos.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9H0YL-BASEIMAGE










Fonte: Mix Vale