Imposto de Renda 2022: reforma de imóveis deve ser declarada; saiba como informar os valores | Imposto de Renda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Os contribuintes que realizaram reformas no imóvel próprio em 2021 devem declarar os valores gastos no Imposto de Renda 2022, independente do valor gasto na obra.

Este ano, o prazo de apresentação da declaração do IR 2022 começa em 7 de março e vai até 29 de abril.

De acordo com Felipe Gomes dos Santos, especialista em IR do Grupo Crowe Macro, para declarar gastos com reformas, como custos com arquiteto, pedreiro, imóveis embutidos e materiais de construção, é necessário somar os gastos ao valor do imóvel, seja ele quitado ou financiado.

Na prática, funciona de duas formas:

  • Imóvel financiado: Se o contribuinte gastou R$ 10 mil em 2021 e pagou R$ 100 mil no ano de um imóvel financiado no valor total de R$ 500 mil, deve informar que investiu R$ 110 mil no ano em sua propriedade, descrevendo cada um dos gastos, inclusive a amortização;
  • Imóvel quitado: basta dizer que investiu R$ 10 mil em sua propriedade e que ela agora vale R$ 110 mil. Neste caso, também é preciso descrever todos gastos com a reforma.

E para que não haja problemas na hora de comprovar os gastos com a Receita Federal, o especialista faz uma alerta: é importante guardar as notas e os recibos de cada obra realizada, por menor que ela seja. Caso ela não seja entregue, é preciso solicitá-la. O documento é um direito do consumidor.

“Não importa o valor gasto, se foi uma melhoria que vai ficar no imóvel, tem que ser declarada e os comprovantes devem ser guardados para uma eventual consulta da Receita no futuro”, afirmou Santos.

Por que algumas pessoas recebem restituição e outras têm que pagar depois da declaração’

Gastos com manutenção, como pintura simples e troca de uma torneira, por exemplo, não precisam ir para a declaração. Para saber diferenciar esses custos, basta pensar da seguinte forma: a reforma é para manter o imóvel nas condições em que ele estava quando você comprou?

  • Se sim, não precisa declarar.
  • Se for para melhorá-lo, torná-lo um investimento melhor, deve ser declarado, explicou o especialista da Crowe.



Fonte: G1