Importação chinesa de soja dispara em novembro ainda com acordo comercial fase 1 com os EUA como impulso | Agronegócios

0
37


As importações chinesas de soja em novembro saltaram em relação ao ano anterior, mostraram dados alfandegários nesta segunda-feira (7), conforme as cargas encomendadas dos EUA após o acordo comercial fase 1 foram liberadas da alfândega.

A China, maior comprador mundial de soja, trouxe 9,59 milhões de toneladas, ante 8,28 milhões de toneladas no mesmo mês do ano anterior, à medida que mais cargas americanas chegaram no quarto trimestre.

As importações de novembro também aumentaram em relação ao volume de 8,7 milhões de toneladas em outubro.

Os compradores chineses aumentaram as compras de produtos agrícolas dos EUA, incluindo soja, para cumprir o acordo comercial assinado em janeiro deste ano.

Os processadores também aumentaram as importações de grãos brasileiros mais cedo no ano, em meio à recuperação constante dos rebanhos suínos.

As chegadas de soja, combinando cargas brasileiras e americanas, têm sido grandes, embora as margens de esmagamento tenham se enfraquecido com o aumento dos preços da soja americana, forçando algumas indústrias a cancelar as cargas dos EUA.

Alguns processadores no sul e no leste da China suspenderam as operações devido aos estoques elevados, de acordo com a Cofeed, uma consultoria agrícola.

O mercado também está observando de perto se haveria mais cancelamentos de negócios do produto dos EUA, já que as margens de esmagamento pareciam permanecer fracas.

Veja mais reportagens sobre agronegócio



Fonte: G1